quarta-feira, outubro 27, 2021
InícioItaguaíMorre o cacique Miguel Benite, aos 121 anos

Morre o cacique Miguel Benite, aos 121 anos

 

Faleceu neste domingo (2), de causas naturais, Miguel Benite, aos 121 anos, cacique da aldeia indígena Itaxin Mirim, em Paraty, na região da Costa Verde. O cacique foi uma relevância para a cultura guarani, não somente pela idade, mas por toda a sua história de vida e pelos ensinamentos que transmitiu às novas gerações. Ele deixou oito filhos e muitos netos.

Miguel Benite já morou em diversas aldeias pelo Brasil e trabalhou em diferentes áreas fora da comunidade para poder sustentar sua família. Foi nos anos 90 que sua avó revelou num sonho que a terra em Paraty Mirim seria o lugar ideal para construir sua aldeia, pois ela já havia passado por ali antes. O xeramõi pode ser traduzido como “meu avô” e para os Mbya Guarani, os líderes são os mais velhos, porque eles têm mais experiência e conhecimento da cultura e das esferas da

 

Faleceu neste domingo (2), de causas naturais, Miguel Benite, aos 121 anos, cacique da aldeia indígena Itaxin Mirim, em Paraty, na região da Costa Verde. O cacique foi uma relevância para a cultura guarani, não somente pela idade, mas por toda a sua história de vida e pelos ensinamentos que transmitiu às novas gerações. Ele deixou oito filhos e muitos netos.

Miguel Benite já morou em diversas aldeias pelo Brasil e trabalhou em diferentes áreas fora da comunidade para poder sustentar sua família. Foi nos anos 90 que sua avó revelou num sonho que a terra em Paraty Mirim seria o lugar ideal para construir sua aldeia, pois ela já havia passado por ali antes. O xeramõi pode ser traduzido como “meu avô” e para os Mbya Guarani, os líderes são os mais velhos, porque eles têm mais experiência e conhecimento da cultura e das esferas da vida. Por isso, eles são os membros mais importantes da comunidade.
Em nota, a Comissão Guarani Yvyrupa, organização política autônoma que congrega as aldeias dos povos guaranis localizadas no Sul e Sudeste do Brasil na luta comum pela terra, lamentou a morte do cacique nas redes sociais. “A Comissão Guarani Yvyrupa, comunica com muito pesar a passagem para a terra sem males ocorrido hoje (02/05/2021) do Xeramõi Miguel Benite. Miguel era cacique da Tekoa Parati Mirim no Rio de Janeiro. Tove katu tanhanembaraete xeretarã kuery. Aguyjevete!”.

Mais velho do mundo
O Centro de Artes Nativas Originárias das Américas (Canoa), que atua em Paraty difundido a cultura indígena através da sua arte, confirma que o cacique Miguel Benite teria 121 anos de idade. Comparando com registros do Guinnes World Records, o Guinnes Book, pode-se afirmar que Miguel teria sido o mais longevo humano da história moderna. Isso porque o livro dos recordes registrou, em setembro de 2017, que a jamaicana Violet Moss-Brown de Duanvale, falecida aos 117 anos, teria sido a pessoa mais velha do mundo. A matéria foi publicada no site https://www.guinnessworldrecords.com.br/news/2017/9/worlds-oldest-person-violet-moss-brown-from-jamaica-dies-age-117-494971.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!