quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioSem categoriaMangaratiba incluída entre as cidades contempladas em edital de R$ 6 milhões...

Mangaratiba incluída entre as cidades contempladas em edital de R$ 6 milhões para tecnologia e inovação

A cidade de Mangaratiba foi anunciada entre as cidades que poderão ter participantes para a 5ª edição do Programa Startup Rio 2020 – Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro. As inscrições estão abertas. O edital terá o valor total de R$ 6 milhões para investimentos nas suas diferentes etapas.

O programa StartupRio é vinculado à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que nesta edição selecionará até 240 propostas. O Programa tem o objetivo de fomentar a cultura de empreendedorismo para transformar o Rio em um polo de referência internacional em tecnologia digital. O lançamento do edital foi divulgado na quinta-feira, (28). Pela primeira vez, além da capital e das cidades de Petrópolis e Barra Mansa, que já haviam sido incluídos na edição anterior, outras

A cidade de Mangaratiba foi anunciada entre as cidades que poderão ter participantes para a 5ª edição do Programa Startup Rio 2020 – Apoio à Difusão de Ambiente de Inovação em Tecnologia Digital no Estado do Rio de Janeiro. As inscrições estão abertas. O edital terá o valor total de R$ 6 milhões para investimentos nas suas diferentes etapas.

O programa StartupRio é vinculado à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que nesta edição selecionará até 240 propostas. O Programa tem o objetivo de fomentar a cultura de empreendedorismo para transformar o Rio em um polo de referência internacional em tecnologia digital. O lançamento do edital foi divulgado na quinta-feira, (28). Pela primeira vez, além da capital e das cidades de Petrópolis e Barra Mansa, que já haviam sido incluídos na edição anterior, outras sete cidades foram incluídas. Uma iniciativa conjunta da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Faperj.

Para o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues, a oportunidade vai permitir maior movimentação na economia destas cidades e do estado. “O fomento a novos negócios nestas estas áreas específicas e o incentivo à vocação regional com soluções inovadoras é o que estamos buscando para a construção de um novo Rio na área tecnológica e de pesquisa. É uma ótima oportunidade para jovens empreendedores desenvolverem suas propostas e se conectarem com diferentes agentes que trabalham nesse ecossistema”, destacou.

Coordenador-geral do Programa StartupRio, Paulo Espanha disse que esta edição é a mais ambiciosa de todos os tempos. “O Programa é fundamentado no incentivo ao desenvolvimento de ideias cujos resultados poderão acarretar a abertura de empresas de base tecnológica, aumentando os empreendimentos que possam ser validados e apropriados pelo mercado, estimulando o crescimento com qualidade do ecossistema de empreendedorismo digital no estado”, pontuou Paulo Espanha.

Presidente da Faperj, Jerson Lima Silva destacou que o edital vai contribuir para o avanço do ecossistema de ciência e inovação do estado. “Esta edição do StartupRio permitirá o fortalecimento de ações nos locais onde já existem mecanismos promotores de negócios inovadores e, ao mesmo tempo, a chegada de ações no campo da inovação e empreendedorismo, em parceria com as instituições locais, nos municípios em que estes mecanismos são mais escassos ou até inexistentes”, disse.

Os projetos deverão propor negócios nos segmentos serviços de internet, aplicativos para internet, tecnologias sustentáveis, jogos eletrônicos e aplicações da tecnologia digital em geral, apoiados no uso de tecnologias habilitadoras como tecnologia de registro distribuído, inteligência artificial, internet das coisas e realidade estendida. O prazo para submissão de propostas irá até 14 de fevereiro. O link para o edital é

http://www.faperj.br/downloads/Edital_N%C2%BA_22_Startup_Rio_2020.pdf

O tempo de execução dos projetos será de oito meses. Nos primeiros três meses, os selecionados participam do programa Avançado de Formação Empreendedora, com treinamentos, consultorias, atividades de nivelamento, técnicas de gestão, validação da ideia e elaboração do plano de negócios. Nas fases seguintes, com duração de dois e três meses, respectivamente, os selecionados receberão verba de até R$ 60 mil cada, dividida em duas parcelas de, respectivamente, R$ 20 mil e R$ 40 mil, e terão acesso a mentoria, desenvolvimento de produto, técnicas de vendas e de gestão e construção de produto mínimo viável.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!