terça-feira, janeiro 18, 2022
InícioDestaqueItaguaí: vários bairros alagados depois de chuva intensa

Itaguaí: vários bairros alagados depois de chuva intensa

Engenho, Leandro, Chaperó e Teixeira são os bairros mais atingidos; valão ao lado do Guanabara quase transbordou; Prefeitura informa deslizamento sem feridos e interdição de dois imóveis

Depois da chuva intensa na tarde e no início da noite de sexta-feira (17), Itaguaí sofre com alagamentos em vários bairros. Há relatos de pessoas que perderam tudo depois que a água invadiu as suas casas.

O ATUAL fez uma compilação de vídeos que circulam nas redes sociais a fim de mostrar a gravidade da situação e sua extensão.

Engenho, Brisamar, Leandro, Chaperó, e Teixeira estão com alagamento de grandes proporções.

No Centro, um dos vídeos confirma que as ruas também estão alagadas.

NOTA DA PREFEITURA

A pedido da reportagem, a prefeitura enviou a seguinte nota oficial: “Desde o início das fortes chuvas que atingiram a cidade, equipes da prefeitura estão nas ruas trabalhando para reduzir os impactos. Houve um deslizamento, sem feridos, e há interdição de dois imóveis, com retirada preventiva de moradores das casas vizinhas, por precaução. O trabalho em regime especial seguirá até a cidade voltar à normalidade”.

A nota não esclarece onde ocorreu o deslizamento, nem se há desabrigados na cidade.

DRAGAGENS

O problema crônico de enchentes e alagamentos na cidade já tinha ressurgido no dia 6 deste mês, com estragos consideráveis. Com a chuva de hoje, tudo piorou.

Na ocasião, a prefeitura comunicou que reforçou a dragagem do canal da Rua 18 (no Engenho) a fim de permitir o escoamento das águas.

Há cerca de um ano, no dia 26 de dezembro de 2021, o prefeito Rubem Vieira (Podemos) recebeu na cidade o secretário de estado de Ambiente e Sustentabilidade – Thiago Pampolha – e juntos acompanharam o início dos trabalhos do Programa Limpa Rio.

Casa alagada no bairro do Engenho: entra ano, sai ano, problema de enchentes na cidade se repete por falta de ações realmente efetivas para evitar transtornos e prejuízos (Foto do leitor)

Os serviços de limpeza e desassoreamento em Itaguaí começaram pelo rio Trapiche (2,4 km) e pelo Canal do Sangue (1,2 km). Técnicos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), anunciaram a expectativa de retirar, de ambos os corpos hídricos, cerca de 62 mil metros cúbicos de sedimentos para destinação ambiental adequada.

As intervenções tiveram como objetivo melhorar o escoamento de forma para evitar as inundações.

De lá para cá, a prefeitura não divulgou outras ações do programa Limpa Rio.

No seu discurso de posse, Rubem Vieira prometeu acabar com o problema crônico das enchentes em Itaguaí. Segundo Vieira contou em uma live no dia 26 de dezembro de 2020, a licitação para realizar o serviço de dragagem de rios e canais tinha dado errado porque a empresa (que é de Itaguaí) havia desistido do certame.

Os alagamentos recentes mostram que dragagem de rios e valões não é a única providência a tomar para que o problema seja resolvido. A chuva dessa sexta-feira (17) com certeza não será a última que cairá na cidade, e a vida de muitos itaguaienses nesta época do ano é torcer para que o pior não aconteça na sua casa.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!