Itaguaí: polícia identifica depósito irregular de gás

Policiais militares da 4ª Upam (Unidade de Policiamento Ambiental) identificaram nesta quarta-feira (7) um suposto depósito irregular de gás no município de Itaguaí. A equipe chegou ao local, localizado na Avenida Prefeito Isoldackson Cruz de Brito, no bairro Brisamar, a partir de denúncia encaminhada pelo programa Linha Verde, do Disque Denúncia (0300 253 1177).

Segundo o programa, com as informações recebidas, os agentes da Upam do Parque Estadual da Juatinga se dirigiram ao empreendimento, que operava sem as licenças necessárias para comercializar GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o chamado gás de cozinha. No local, encontraram um funcionário que se apresentou como procurador da empresa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

LEIA MAIS

Apontado como chefe de milícia em Itaguaí e Seropédica morre em confronto

De acordo com os policiais, o indivíduo tentou inicialmente dificultar a fiscalização, mas acabou por recuar ao ser informado de que corria o risco de cometer crime ambiental – visto o artigo 69 da lei 9605/98.

Ao entrar no depósito, a equipe constatou a presença do seguinte material: 24 botijões de GLP cheios, 180 botijões de GLP vazios, dois botijões de P05, três botijões de P20 e 10 botijões de P45. Todos seriam utilizados para comercialização.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além da ausência de licenças ambientais, os agentes também deram falta de outras documentações pertinentes para a atividade do negócio. O único papel que encontraram foi um alvará de funcionamento provisório expedido pela prefeitura. A data de vencimento, porém, era junho de 2023.

No local, os policiais encontraram diversos botijões de diferentes modelos (Divulgação/Disque Denúncia)

Após os trâmites de praxe, os policiais encaminharam o suposto procurador para a 50ª DP (Itaguaí), onde registraram a ocorrência com base no artigo 60 da Lei de Crimes Ambientais. Ele foi liberado após depoimento.

Na delegacia, a autoridade policial também expediu um auto de constatação no qual o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) solicita o embargo das atividades da empresa.

Para denúncias de crimes ambientais, o Disque Denúncia pede que a população entre em contato com o Linha Verde pelos números (21) 2253-1177 ou 0300 253 1177 – ambos contam com WhatsApp anonimizado, uma técnica de processamento de dados que remove ou modifica informações que possam identificar uma pessoa. Há ainda o aplicativo “Disque Denúncia RJ” e o site (acesse aqui).

Redação

O Jornal Atual atua desde 2001 nas cidades de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica, bem como em parte da Zona Oeste do município do Rio de Janeiro, abordando o cotidiano da região e prestando serviço à comunidade da qual está inserida.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
/* */