domingo, novembro 28, 2021
InícioItaguaíEvento em Seropédica vai ensinar a identificar plantas alimentícias não convencionais

Evento em Seropédica vai ensinar a identificar plantas alimentícias não convencionais

AGROECOLOGIA
Para incentivar o público a descobrir ou resgatar sabores de plantas como Ora-pro-nobis, serralha, taioba, capuchinha, será realizado no próximo dia 15 de outubro o Dia de Campo “Plantas alimentícias não convencionais, produção orgânica e sabores tradicionais”, na Fazendinha Agroecológica Km 47, em Seropédica. A atividade é aberta ao público interessado em aprender a reconhecer essas plantas e também a experimentar novas receitas.

Segundo o professor Valdely Ferreira Kinupp, especialista no assunto e instrutor no evento, atualmente 90% do alimento mundial vem de apenas 20 espécies. Mas existe um número imenso de plantas identificadas com potencial alimentício e nutricional que não são utilizadas por falta de conhecimento da população. Algumas até são conhecidas regionalmente, como, por exemplo, a bertalha, que

AGROECOLOGIA

Para incentivar o público a descobrir ou resgatar sabores de plantas como Ora-pro-nobis, serralha, taioba, capuchinha, será realizado no próximo dia 15 de outubro o Dia de Campo “Plantas alimentícias não convencionais, produção orgânica e sabores tradicionais”, na Fazendinha Agroecológica Km 47, em Seropédica. A atividade é aberta ao público interessado em aprender a reconhecer essas plantas e também a experimentar novas receitas.

Segundo o professor Valdely Ferreira Kinupp, especialista no assunto e instrutor no evento, atualmente 90% do alimento mundial vem de apenas 20 espécies. Mas existe um número imenso de plantas identificadas com potencial alimentício e nutricional que não são utilizadas por falta de conhecimento da população. Algumas até são conhecidas regionalmente, como, por exemplo, a bertalha, que é encontrada facilmente nas feiras do Rio de Janeiro; o cará, que é bastante consumido no Nordeste; e a ora-pro-nobis, que faz parte da culinária mineira.

Além de conhecer as plantas, os participantes aprenderão também sobre as diferentes possibilidades de utilização culinária. A atividade prevê uma visita à vitrine de plantas alimentícias não convencionais (Pancs)  na Fazendinha e que serve de matéria-prima para trabalhos de pesquisa da Embrapa Agrobiologia, da Pesagro-Rio e da UFFRJ. Essas instituições desenvolvem estudos sobre os potenciais alimentício, nutricional e medicinal das Pancs.

O Dia de Campo “Plantas alimentícias não convencionais, produção orgânica e alimentação saudável” faz parte da II Jornada de Plantas Alimentícias Não Convencionais no estado do Rio de Janeiro, que acontece de 11 a 15 de outubro (Com informações Embrapa).

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!