sábado, outubro 16, 2021
InícioItaguaíEvento celebra os cem anos do coreto de Mangaratiba

Evento celebra os cem anos do coreto de Mangaratiba

Fundação Mário Peixoto preparou grande festa para celebrar a data São cem anos de muitas histórias. E que podem ser contatas por cada morador e turistas que visitam a cidade. Afinal, quem nunca ao menos ‘tirou’ uma foto no local, não é mesmo? E agora o imponente Coreto da Praça Robert Simões atingiu uma data bem significativa: 100 anos de sua inauguração. Para comemorar a data a Fundação Mário Peixoto (FMP) preparou uma grande festa, que contou a presença do vice-prefeito Alcimar Moreira, o Chicão da Ilha. A solenidade para comemorar o primeiro centenário foi no sábado (14), contou com as apresentações do Coral da Fundação Mário Peixoto e do show do Grupo Musical Coro de Coreto, com muito samba e MPB. O professor Cary Cavalcanti declamou uma poesia feita por ele em homenagem ao Coreto. A presidente da FMP, Elizabeth Antunes,

Fundação Mário Peixoto preparou grande festa para celebrar a data

São cem anos de muitas histórias. E que podem ser contatas por cada morador e turistas que visitam a cidade. Afinal, quem nunca ao menos ‘tirou’ uma foto no local, não é mesmo? E agora o imponente Coreto da Praça Robert Simões atingiu uma data bem significativa: 100 anos de sua inauguração. Para comemorar a data a Fundação Mário Peixoto (FMP) preparou uma grande festa, que contou a presença do vice-prefeito Alcimar Moreira, o Chicão da Ilha.

A solenidade para comemorar o primeiro centenário foi no sábado (14), contou com as apresentações do Coral da Fundação Mário Peixoto e do show do Grupo Musical Coro de Coreto, com muito samba e MPB. O professor Cary Cavalcanti declamou uma poesia feita por ele em homenagem ao Coreto. A presidente da FMP, Elizabeth Antunes, e a historiadora Mirian Bondim, falaram sobre a importância do monumento.

“Quantas coisas esse coreto viu. Quantas manifestações. Quantos namoraram, quantas pessoas se abrigaram das chuvas. São inúmeras histórias que se passaram no coreto e hoje estamos muitos felizes por fazer parte dessa data”, destacou a Elizabeth, que teve companhia de outros secretários e vereadores.

Miriam Bondim contou uma pouco da história do monumento que recebeu até um bolo para comemorar a data. “Foi difícil conseguir a data exata de sua inauguração. Tudo em Mangaratiba era fazenda. O trem chegou em 1914 de uma cidade deserta. Aqui só embarcava carvão, lenha e banana. Mas a cidade começa a evoluir e em 1919 o coreto é inaugurado junto com a chegada da energia e da água”, resumiu a historiadora.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!