quinta-feira, outubro 21, 2021
InícioSem categoriaEstado registra queda nos índices de roubos de cargas

Estado registra queda nos índices de roubos de cargas

De acordo com um relatório divulgado pelo Observatório da Intervenção formado por especialistas em violência e segurança pública da Universidade Cândido Mendes houve uma redução de 14,4% no roubo de cargas no Rio de Janeiro. Apesar do índice positivo, o saldo é pouco otimista. Registros de tiroteios cresceram 56% e o número de pessoas mortas pela polícia aumentou 40%. Em 303 dias, 161 pessoas foram vítimas de balas perdidas. De acordo com o levantamento, divulgado no sábado (15), investigações, prisões e indiciamentos de traficantes, receptadores e até de informantes a serviço das quadrilhas também contribuíram para que ocorresse queda no índice de roubo de cargas no ano. O levantamento mostrou ainda que o mês de maio foi o mês com maior número de roubos no ano: 1.240 casos, média de 40 por dia. Um contraste com os 651 regis

De acordo com um relatório divulgado pelo Observatório da Intervenção formado por especialistas em violência e segurança pública da Universidade Cândido Mendes houve uma redução de 14,4% no roubo de cargas no Rio de Janeiro. Apesar do índice positivo, o saldo é pouco otimista. Registros de tiroteios cresceram 56% e o número de pessoas mortas pela polícia aumentou 40%. Em 303 dias, 161 pessoas foram vítimas de balas perdidas.

De acordo com o levantamento, divulgado no sábado (15), investigações, prisões e indiciamentos de traficantes, receptadores e até de informantes a serviço das quadrilhas também contribuíram para que ocorresse queda no índice de roubo de cargas no ano.

O levantamento mostrou ainda que o mês de maio foi o mês com maior número de roubos no ano: 1.240 casos, média de 40 por dia. Um contraste com os 651 registros de outubro, quando a média quase caiu pela metade na comparação entre maio e outubro. Foram 158 presos nos últimos nove meses.”Analisamos registros de todas as delegacias para combater esse crime”, diz Delmir Gouveia, delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC).

Segundo a Polícia Civil, os criminosos preferem roubar entre 5h e 12h horário em que os motoristas estão chegando para descarregar suas cargas. Atualmente, segundo os investigadores, os bandidos roubam de tudo no estado: de frango a iPhones. Em alguns casos, os grupos buscam um produto específico (alimentos, pneus, eletroeletrônicos, por exemplo).

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!