quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioSem categoriaDisque Denúncia divulga cartaz sobre procurados por estupro de menina em Itaguaí

Disque Denúncia divulga cartaz sobre procurados por estupro de menina em Itaguaí

O Portal dos Procurados da Polícia Civil divulgou, na quarta-feira (27), um cartaz oferecendo R$ 1 mil para quem ajudar com informações do paradeiro de Higor Teixeira da Silva, de 22 anos, Nielson Correa Miguel, o Sheik, de 28 e Marcelo Mendes Moreira, de 31. Eles são acusados de estuprar uma menina de 12 na localidade conhecida como morro do Carvão, no bairro Estrela do Céu, em Itaguaí. O crime teria acontecido durante um baile funk no Carnaval. De acordo com a Polícia Civil, a menina foi levada à força para uma casa abandonada, próxima ao local do baile, onde pelo menos 11 homens aguardavam em um banheiro e abusaram sexualmente da vítima. Os bandidos gravaram toda a ação. Durante as investigações, a polícia encontrou o local do crime e identificou quatro suspeitos.  Na terça-feira (26), agentes da 50ª DP (Itaguaí) prenderam

O Portal dos Procurados da Polícia Civil divulgou, na quarta-feira (27), um cartaz oferecendo R$ 1 mil para quem ajudar com informações do paradeiro de Higor Teixeira da Silva, de 22 anos, Nielson Correa Miguel, o Sheik, de 28 e Marcelo Mendes Moreira, de 31. Eles são acusados de estuprar uma menina de 12 na localidade conhecida como morro do Carvão, no bairro Estrela do Céu, em Itaguaí.

O crime teria acontecido durante um baile funk no Carnaval. De acordo com a Polícia Civil, a menina foi levada à força para uma casa abandonada, próxima ao local do baile, onde pelo menos 11 homens aguardavam em um banheiro e abusaram sexualmente da vítima. Os bandidos gravaram toda a ação.

Durante as investigações, a polícia encontrou o local do crime e identificou quatro suspeitos.  Na terça-feira (26), agentes da 50ª DP (Itaguaí) prenderam Jorge Luís da S. Peres, de 18 anos, em Santa Cruz, na Zona Oeste.

A menina, de 12 anos, contou em depoimento que levou uma gravata e foi levada até o gerente do tráfico para ser abusada. A adolescente, que não mora na comunidade, relatou na delegacia que aproveitou que os pais não estavam em casa e foi até o local porque tinha curiosidade de conhecer o baile funk.

Além da apuração do estupro coletivo, a Polícia Civil abrirá uma investigação específica sobre o compartilhamento das imagens da jovem.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos assassinos, pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular. O Anonimato é garantido.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!