domingo, janeiro 23, 2022
InícioSem categoriaCâmara de Itaguaí aprova crédito especial para Secretaria de Educação

Câmara de Itaguaí aprova crédito especial para Secretaria de Educação

VERBA EXTRA

A volta aos trabalhos da Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) na terça-feira (9), após o primeiro turno das eleições gerais, foi marcada pela aprovação do projeto de lei de autoria do Poder Executivo que autoriza o prefeito Carlo Busatto Júnior (MDB), o Charlinho, a lançar mão de mais uma abertura de crédito especial destinado a fortalecer o caixa da municipalidade. Desta vez, a verba será encaminhada à Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Assim como nos outros projetos que autorizavam abertura crédito especial por parte do Executivo, a lei aprovada, por unanimidade, causou certa dúvida nos vereadores do grupo suprapartidário. No caso, o crédito aprovado é uma verba extraordinária de R$ 249.262,00, repassada pelo Fundo Nacional Desenvolvimento da Educação do Governo Federal. Para que o projeto fosse aprovado, o líder de governo, vereador Sandro da Hermínio (PTdoB), explicou que se a CMI não aprovasse a abertura do crédito a verba teria que ser devolvida. Por conta das explicações do líder do governo, os vereadores que estavam em dúvida sobre o projeto, deram um voto de confiança e se posicionaram a favor da abertura de crédito especial para a Secretaria de Educação e Cultura.

O vereador Genildo Gandra (PDT) foi um dos que inicialmente se colocaram contra a proposta, mas após as explicações do vereador Sandro da Hermínio, de que a verba seria destinada à educação, o parlamentar anunciou seu voto favorável ao projeto. “Não podemos mais perder recursos. A cidade não pode mais perder recursos. Faço oposição ao governo e não à cidade. Não posso ser contra a minha cidade”, ressaltou o parlamentar.

Em um vídeo postado no Facebook, o vereador André Amorim (PR) explicou sobre a aprovação da verba destinada à Secretaria de Educação e Cultura, aproveitando para cobrar do prefeito Charlinho a destinação dos R$ 6 milhões destinados à UPA de Itaguaí. “Por que o senhor prefeito não tem a mesma urgência que teve para destinar R$ 249 mil para secretaria de sua esposa? O povo está morrendo e a UPA está parada. Por favor, prefeito, vice-prefeito e secretários, não deixem de usar esses R$ 6 milhões que o prefeito admitiu que o dinheiro está num conta secreta”, enfatizou André Amorim, ressaltando que o projeto que destina a verba para Secretaria de Educação e Cultura está com erros na sua elaboração por parte da Procuradoria do Executivo.

Processo de migração

O vereador Willian Cezar (PSB) comemorou a aprovação de indicação de sua autoria que solicita ao Poder Executivo o restabelecimento da extensão da carga horária e da migração dos profissionais da Secretaria Municipal Educação. “Em caso de impossibilidade, seja realizado novo processo de migração, com prioridade aos profissionais que aderiram ao anterior. Devido à grande carência na grade da Secretaria Municipal de Educação, a suspensão já foi questionada pelo jurídico, pois além do prejuízo financeiro de tais profissionais, houve uma perda considerável no serviço oferecido à população”, justificou o vereador.

A indicação do parlamentar seguirá todos os trâmites do Legislativo até ser aprovada ou rejeitada.

 

WELINGTON CAMPOS

welington.campos@jornalatual.com.br

 

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!