sábado, outubro 23, 2021
InícioItaguaíAciapi pede reabertura de casas de festas, salões de clubes e afins

Aciapi pede reabertura de casas de festas, salões de clubes e afins

SOLICITAÇÃO A Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Itaguaí (Aciapi) encaminhou à Prefeitura de Itaguaí uma solicitação pleiteando a retomada das atividades de casas de festas, salões de clubes e estabelecimentos afins. Em documento assinado pelo presidente Tadashi Tani, a Aciapi justifica que o setor de eventos está sendo frontalmente afetado pela pandemia e hoje se encontra inerte. 

O presidente Tadashi Tani acentua que o setor de eventos tem diversos outros segmentos interligados e interdependentes, como, por exemplo, os serviços de buffet, iluminação, sonorização, segurança, músicos, bandas, dentre outros. “A busca por esses serviços tem se intensificado, e essa procura sinaliza uma esperança para esse setor, mas que precisam da autorização e regulamentação da Prefeitura de Itaguaí para retornarem às suas ativid

SOLICITAÇÃO A Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Itaguaí (Aciapi) encaminhou à Prefeitura de Itaguaí uma solicitação pleiteando a retomada das atividades de casas de festas, salões de clubes e estabelecimentos afins. Em documento assinado pelo presidente Tadashi Tani, a Aciapi justifica que o setor de eventos está sendo frontalmente afetado pela pandemia e hoje se encontra inerte. 

O presidente Tadashi Tani acentua que o setor de eventos tem diversos outros segmentos interligados e interdependentes, como, por exemplo, os serviços de buffet, iluminação, sonorização, segurança, músicos, bandas, dentre outros. “A busca por esses serviços tem se intensificado, e essa procura sinaliza uma esperança para esse setor, mas que precisam da autorização e regulamentação da Prefeitura de Itaguaí para retornarem às suas atividades”, enfatizou Tani. 

O presidente da Aciapi salientou ainda que diante da situação de pandemia a Prefeitura de Itaguaí deve regulamentar a reabertura dos estabelecimentos dedicados à realização de eventos, instituindo um protocolo de segurança para que os profissionais do ramo possam oferecer seus serviços aos interessados, e que possam. enfim, saírem de uma inércia que já dura mais de cinco meses.

Tadashi Tani lembrou que a retomada das atividades do segmento de eventos já está sendo observada por outras cidades. “Vale também observar que tal solicitação se dá em meio a um cenário recomendado pelas autoridades públicas e órgãos fiscalizadores, que é a maioria dos leitos hospitalares desocupados”, acentuou o presidente, no documento enviado ao prefeito Rubem Vieira. “Não desejamos o retorno sem regras e sem uso de protocolos. Queremos o direito de trabalhar com toda a dignidade. A cidade tem leitos suficientes para flexibilizar o setor de eventos, mas precisamos manter o controle com protocolos de segurança”, reforçou Tadashi Tani.

Lembrando ainda que o bem mais precioso a ser preservado sempre será a vida, Tadashi Tani refere-se a eventos realizados sem os devidos cuidados. “Eventos clandestinos comprometem toda uma cadeia socioeconômica, em que os maiores sacrificados são os cidadãos que trabalham na legalidade. A crise causa o caos financeiro em mais de 50 atividades diretas e indiretas no setor de eventos. Pleiteamos o direito de trabalhar de forma honrosa e digna. Não compactuamos com eventos sem quaisquer regramentos e protocolos de segurança. O setor de eventos tem pressa de sua retomada. Flexibilização não é relaxamento”, concluiu o presidente da Aciapi.

 

“Não desejamos o retorno sem regras e sem uso de protocolos. Queremos o direito de trabalhar com toda a dignidade. A cidade tem leitos suficientes para flexibilizar o setor de eventos, mas precisamos manter o controle com protocolos de segurança”

Tadashi Tani

Presidente da Aciapi

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!