sábado, outubro 23, 2021
InícioItaguaíNa Zona Oeste, mas de olhos na Europa

Na Zona Oeste, mas de olhos na Europa

Moradora de Campo Grande, a cantora Micah e sua banda conseguiram se classificar para a semifinal do Concurso Nacional EDP Live Bands, que pode se transformar na porta de acesso ao festival NOS Alive, a ser realizado em Portugal em 2021. O encontro anual de música na Europa é realizado no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, Portugal, com organização da promotora de eventos Everything Is New e patrocínio da empresa NOS. Na primeira fase, Micah e banda foram selecionados por voto popular. A semifinal da seletiva promovida pelo EDP Live Bands é a porta de entrada para a apresentação na Europa, além da gravação de um álbum digital. A votação está no ar e pode ser acessada, até domingo (7), no site https://edplivebands.edp.com/brasil/banda/micah.

Micah e sua banda são os únicos artistas da Zona Oeste classificados para a semifinal do EDP Li

Moradora de Campo Grande, a cantora Micah e sua banda conseguiram se classificar para a semifinal do Concurso Nacional EDP Live Bands, que pode se transformar na porta de acesso ao festival NOS Alive, a ser realizado em Portugal em 2021. O encontro anual de música na Europa é realizado no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, Portugal, com organização da promotora de eventos Everything Is New e patrocínio da empresa NOS. Na primeira fase, Micah e banda foram selecionados por voto popular. A semifinal da seletiva promovida pelo EDP Live Bands é a porta de entrada para a apresentação na Europa, além da gravação de um álbum digital. A votação está no ar e pode ser acessada, até domingo (7), no site https://edplivebands.edp.com/brasil/banda/micah.

Micah e sua banda são os únicos artistas da Zona Oeste classificados para a semifinal do EDP Live Bands. Ela é acompanhada pelos guitarristas Gabriel Bing e Philip Sanchez; o baixista Felipe Sonic; e o baterista Genesis Chagas. Na verdade, ela é Micaella Martins, tem 27 anos, é artista e pedagoga. Criada em Sepetiba, desde pequena transitou por universos musicais distintos. Ainda criança, seu palco era o karaokê do bar da mãe. Ela cresceu se apresentando também em igrejas, até abandonar a religião antes do fim da adolescência. Com sua mudança para Campo Grande, Micah iniciou seu trabalho musical interpretando clássicos da MPB. A partir de então, começou num projeto solo. Em maio de 2018, lançou o primeiro trabalho, o sensível EP “Plantas no Fundo do Aquário”, com canções do compositor Leonardo Alves e produção de Lucas Xavier, do Estúdio Guaxa.

Em dezembro do ano passado, lançou seu segundo EP, o autoral “Período Fértil”, gravado na Fluxroom, com produção de Philip Sanchez, que têm como parceiras nas letras as artistas Bianca Sanches e Beatriz Melo, além de interpretar uma música de autoria da amiga e compositora Rebeca F. Também no ano passado dividiu o palco com a cantora Letrux, no Sesc Engenho de Dentro. No início do mês, lançou um webclipe da faixa “Vênus em Fúria” produzido coletivamente durante a quarentena, com a contribuição de 29 mulheres. Em 2020, a cantora se preparava para iniciar sua segunda tour pelo estado do Rio. Em quarentena, Micah promete novas composições, ao iniciar os trabalhos referentes a seu primeiro álbum cheio.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!