terça-feira, outubro 19, 2021
InícioItaguaíICN realiza embarque da plataforma de ventilação no Submarino Tonelero

ICN realiza embarque da plataforma de ventilação no Submarino Tonelero

MAIS UM MARCO A Itaguaí Construções Navais (ICN) realizou na segunda-feira (14), o embarque da plataforma (cradle) de ventilação no interior do Submarino “Tonelero” (SBR-3), na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), em Itaguaí. O equipamento foi embarcado na 2ª Seção do casco resistente, materializando mais um marco no processo de construção da terceira unidade dos submarinos classe “Riachuelo”.

De acordo com a Marinha do Brasil, a fabricação dessa classe de submarinos é feita por encaixes de cradles pré-montados, completando o interior das seções. Os cradles são produzidos integralmente na UFEM, consolidando uma conquista tecnológica importante dessa estratégica célula da Base Industrial de Defesa, em sua contribuição para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do país. O avanço també

MAIS UM MARCO A Itaguaí Construções Navais (ICN) realizou na segunda-feira (14), o embarque da plataforma (cradle) de ventilação no interior do Submarino “Tonelero” (SBR-3), na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), em Itaguaí. O equipamento foi embarcado na 2ª Seção do casco resistente, materializando mais um marco no processo de construção da terceira unidade dos submarinos classe “Riachuelo”.

De acordo com a Marinha do Brasil, a fabricação dessa classe de submarinos é feita por encaixes de cradles pré-montados, completando o interior das seções. Os cradles são produzidos integralmente na UFEM, consolidando uma conquista tecnológica importante dessa estratégica célula da Base Industrial de Defesa, em sua contribuição para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do país. O avanço também é fruto da infraestrutura industrial moderna e no estado da arte daquela unidade, no que se refere ao processo construtivo de meios navais de elevada complexidade, como os SBR.

Ainda de acordo com a Marinha do Brasil, o avanço do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) também pode ser medido pelas etapas de construção do “Angostura” (SBR-4), o quarto submarino com propulsão diesel-elétrica do programa, e ainda este ano da construção da seção de qualificação do “Álvaro Alberto” (SN-BR), primeiro submarino convencional com propulsão nuclear do país. 

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!