segunda-feira, outubro 25, 2021
InícioSem categoriaFalta d’água é discutida na Câmara de Mangaratiba

Falta d’água é discutida na Câmara de Mangaratiba

 

DESCASO A falta de abastecimento de água potável no Parque Belavista foi debatida durante a sessão desta quinta-feira (27), na Câmara Municipal de Mangaratiba (CMM). O tema foi abordado pelo vereador Rodrigo Bondim (PV), que usou a tribuna durante o tema livre para solicitar ao colega Fernando do Zé Luis do Posto (PV), presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos, que envie um ofício à Cedae cobrando providências contra a falta de abastecimento na comunidade do Belavista, pois, segundo o vereador, o bairro sofre com o desabastecimento há uma semana.

Rodrigo Bondim disse que fez contato com empresa informalmente, mas o abastecimento não foi retomado.  “Eu gostaria que vossa excelência encaminhasse, pela comissão, um ofício cobrando explicações. Todos sabem que a Cedae foi dada como garantia por um empréstimo feito pelo es

 

DESCASO A falta de abastecimento de água potável no Parque Belavista foi debatida durante a sessão desta quinta-feira (27), na Câmara Municipal de Mangaratiba (CMM). O tema foi abordado pelo vereador Rodrigo Bondim (PV), que usou a tribuna durante o tema livre para solicitar ao colega Fernando do Zé Luis do Posto (PV), presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos, que envie um ofício à Cedae cobrando providências contra a falta de abastecimento na comunidade do Belavista, pois, segundo o vereador, o bairro sofre com o desabastecimento há uma semana.

Rodrigo Bondim disse que fez contato com empresa informalmente, mas o abastecimento não foi retomado.  “Eu gostaria que vossa excelência encaminhasse, pela comissão, um ofício cobrando explicações. Todos sabem que a Cedae foi dada como garantia por um empréstimo feito pelo estado. Então ela pode ser vendida a qualquer momento”, ressaltou.

O vereador Fernando informou que a falta d’água não é só no Parque Belavista, mas sim, na Praia do Saco e em todo o município, que sofre muito hoje com a falta de abastecimento. “Inclusive, estou estudando minuciosamente o contrato assinado entre a prefeitura e a Cedae. Vejo que muita coisa ali não é honrada segundo o compromisso com o município. Então, é uma coisa para a gente avaliar e estudar. Fica aqui a minha sugestão para que o próximo prefeito que ocupar a cadeira pense em retirar essa empresa que não investe nada dentro do nosso município. Além de pensar numa alternativa de consórcio até com outros municípios vizinhos para que a gente possa ter aqui um abastecimento digno, que não tem. Hoje Mangaratiba vive de abastecimento oriundo de ligações clandestinas das nossas cachoeiras. Pode contar comigo para fazer esse ofício. Mas toda a situação do abastecimento de água aqui dentro do nosso município tem que ser revista por todos os vereadores. A gente deve cobrar dessa empresa para que ela cumpra o contrato que assinou com o município, principalmente no caso do saneamento básico, que acho que não foi incluído no contrato. Um erro muito grande”, cobrou o parlamentar.

Já o vereador Wlad da Pesca ressaltou que não é de hoje que a CMM vem debatendo a revisão do contrato do município com a Cedae. “Já está havendo um racionamento de água na Escola Municipal Coronel Moreira da Silva”, disse o parlamentar.

O vereador Emilson da Farmácia (PMB), por sua vez, lembrou que foi realizada uma audiência pública com representantes da Cedae, e que na ocasião anunciaram a conclusão da obra. “Acho que essa água estava vindo da Ingaíba, mas até agora não foi concluída essa obra”, explicou Emilson, solicitando ao vereador Fernando do Zé Luis do Posto que procurasse a Cedae para ela dar andamento nessa obra emergencial pelo menos esse ano.

WELINGTON CAMPOS

welington.campos@jornalatual.com.br

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!