Centro de Memória dos Povos Originários e Tradicionais da Costa Verde é inaugurado em Itaguaí

Com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, o local oferece, gratuitamente, oficinas, troca-troca de livros, espaço infantil para trabalhar a criatividade das crianças e exposições permanentes

No último fim de semana, de 14 a 16 de junho, aconteceu a programação especial de inauguração do Centro de Memória dos Povos Originários e Tradicionais da Costa Verde. O espaço, que tem entrada gratuita e é idealizado pelo projeto Ativação Cultural Itaguaí, com o patrocínio do Instituto Cultural Vale por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, oferece workshops, oficinas, troca-troca de livros, espaço infantil para trabalhar a criatividade das crianças e exposições permanentes no Shopping PátioMix, localizado nas margens da Rodovia Rio x Santos, em Itaguaí.

A programação de inauguração começou na sexta-feira (14), e contou com cortejo cultural de abertura com o grupo Turma em Cena; apresentações musicais dos alunos da Escola Estadual José Maria de Brito e do Grupo de Taiko Wadan; oficinas de Ikebana, Origami, Mangá e Maquiagem Artística; exposição de Bonsai; abertura da exposição “A Presença dos Japoneses na Costa Verde” e gastronomia. Além disso, também teve a edição 2024 do Miss Nikkei Estado do Rio de Janeiro, com Erika Naoko, a primeira vencedora afro-nipônica da história do concurso, e produção de Kazuhiro Issobe.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Apresentação do Grupo Wadan / FOTO RUI OKADA

O evento teve uma enorme aderência da comunidade nipônica da região. Na ocasião, foi homenageado o Núcleo Colonial Nipônico da Ilha Grande, representado por Roberta Nakamashi, que faz parte da primeira família imigrante da Ilha Grande. Roberta representou também a Secretaria de Cultura de Angra dos Reis.

O primeiro dia de abertura do Centro de Memória dos Povos Originários e Tradicionais da Costa Verde contou com as presenças de: Rodrigo Mello, diretor de relações institucionais da Vale; Yoshitaka kinoshita, cônsul-geral adjunto do Japão no Rio de Janeiro; Keisuke Takahasi, cônsul-cultural do Japão no Rio de Janeiro; Shintoku Macedo, bispo do Templo Hoshoji em Itaguaí e Kendi Yamai, apresentador, ator e produtor.

Keisuke Takahasi, Yoshitaka kinoshita e Rodrigo Mello / FOTO RUI OKADA

Já nos dias seguintes, sábado (15) e domingo (16), continuaram as oficinas de Ikebana, Mangá e Maquiagem Artística, além da exposição “A Presença dos Japoneses na Costa Verde” e da exposição de Bonsai. “Estamos encantadas com todos os detalhes do espaço. Aprendemos e nos divertimos. A nossa região precisava de um lugar como esse!”, disse a moradora de Itaguaí, Vânia Souza, que estava acompanhada de sua filha e sua sobrinha.

O Centro de Memória dos Povos Originários e Tradicionais da Costa Verde tem o objetivo de celebrar e homenagear a história da região, sua população e sua cultura. É um espaço cultural dedicado ao resgate da memória da cidade e de seus povos originários: indígenas, africanos e japoneses. Partindo deste pressuposto, no mês de agosto o espaço cultural inicia a programação especial em homenagem aos povos indígenas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Oficinas temáticas seguem em junho e julho

Ainda neste mês de junho e seguindo para o mês de julho, o Centro de Memória dos Povos Originários e Tradicionais da Costa Verde continua oferecendo uma série de oficinas gratuitas. Os interessados podem realizar a inscrição através do link https://linktr.ee/ativacaocultural. É permitida a escolha de mais de uma opção de oficina (Escrita Japonesa, Ikebana, Origami, Dança de Salão e Canto Coral).

Oficinas temáticas de ikebana e mangá / FOTOS RUI OKADA

Sobre o projeto Ativação Cultural Itaguaí

Com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, o projeto Ativação Cultural Itaguaí chega ao seu 7º ano de existência. Ao longo desses anos, foi promovida uma série de ações e espetáculos, levando cultura e arte-educação tanto às escolas quanto a toda a comunidade do município de Itaguaí. No período de 2018 a 2023, números importantes foram conquistados, como: 26.417 pessoas impactadas diretamente; 15.870 alunos mobilizados em 48 escolas públicas; 26 eventos em praças públicas; 850 artistas profissionais e amadores participando do projeto; 1.100 contratações de prestadores de serviço e fornecedores, sendo 70% da cidade de Itaguaí; 19 artistas e prestadores de serviço formalizados através do MEI; 179 apresentações culturais (música, dança, folclore, contação de histórias) e 1.002 horas de oficinas culturais gratuitas.

Conheça o acervo de audiovisual no canal do YouTube: https://www.youtube.com/AtivaçãoCulturalItaguaí

Siga nas redes sociais

Facebook: www.facebook.com/ativacaoculturalitaguai

Instagram: www.instagram.com/ativacaoculturalitaguai

Marcelo Godinho

Jornalista formado pela extinta Universidade Gama Filho em 1997, fundou o Jornal Atual em 9 de fevereiro de 2001.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
/* */