domingo, novembro 28, 2021
InícioPoderGovernador cria gabinete de crise para acompanhar chuvas no estado

Governador cria gabinete de crise para acompanhar chuvas no estado

Witzel se reuniu com secretários no Palácio Guanabara na terça-feira (10) O governador do Rio, Wilson Witzel, anunciou, na terça-feira (09), a criação de um gabinete de crise por conta das chuvas que atingiram o estado e capital do Rio de Janeiro. Witzel se reuniu no Palácio Guanabara, com os secretários da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith, de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, de Educação, Pedro Fernandes, de Saúde, Edmar Santos, de Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo, do Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais, Lucas Tristão, da primeira-dama e presidente do RioSolidario, Helena Witzel, do chefe de gabinete, Cleiton Rodrigues, além de representantes da Cedae e das secretarias de Polícia Civil e Desenvolvimento Socia

Witzel se reuniu com secretários no Palácio Guanabara na terça-feira (10)

O governador do Rio, Wilson Witzel, anunciou, na terça-feira (09), a criação de um gabinete de crise por conta das chuvas que atingiram o estado e capital do Rio de Janeiro.


Witzel se reuniu no Palácio Guanabara, com os secretários da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith, de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, de Educação, Pedro Fernandes, de Saúde, Edmar Santos, de Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo, do Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais, Lucas Tristão, da primeira-dama e presidente do RioSolidario, Helena Witzel, do chefe de gabinete, Cleiton Rodrigues, além de representantes da Cedae e das secretarias de Polícia Civil e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, para discutir medidas emergenciais para minimizar os impactos causados pelo temporal. “Quero prestar minha solidariedade a todas as vítimas nesse momento tão difícil de perdas humanas. Estamos sensíveis a essa realidade e lamentamos muito que isso tenha acontecido. Vamos tomar todas as providências para ajudar o máximo possível e trabalhar 24 horas para isso”, ressaltou o governador.

O Corpo de Bombeiros do Rio também está mobilizado no atendimento à população, desde o início das chuvas. Os militares estão empenhados em diversas ocorrências, como quedas de árvores e salvamentos provocados por inundações, desabamentos e deslizamentos. O trabalho continuará até o estágio de normalidade. A Secretaria de Defesa Civil  informou que está em alerta e que segue monitorando as condições meteorológicas e apoiando as ações municipais.
 

De acordo com o secretário de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, 

o Corpo de Bombeiros registrou mais de 2 mil ocorrências nas últimas 24h em todo o estado, quando a média diária é de 1.200 ocorrências. “Nossos militares atuam de forma incansável no atendimento à população, a fim de minimizar os danos causados pelas fortes chuvas. Seguiremos acompanhando e atendendo as necessidades da população. O atendimento é feito de acordo com a avaliação da gravidade do chamado”, disse. A Cedae informou que  18 caminhões foram colocados à disposição da administração municipal para permitir o escoamento da água nas vias.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!