domingo, dezembro 5, 2021
InícioPoderVereadores de Itaguaí cobram explicações do prefeito sobre descasos

Vereadores de Itaguaí cobram explicações do prefeito sobre descasos

Depois da sessão polêmica de terça-feira, na qual a Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) aceitou o pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho, e quando foram apresentadas sérias denúncias de assédio a mulheres, por parte do prefeito, na sessão da quinta-feira (14) não houve continuidade nas denúncias de assédio contra o chefe do Poder Executivo. O público que acompanhava a sessão esperava o desdobramento do assunto que se tornou alvo de inúmeros comentários nas ruas e nas redes sociais. O que marcou mesmo a sessão foram as cobranças por melhorias. Uma delas se referia ao requerimento de informação de autoria do vereador Vinícius Alves, pedindo esclarecimentos ao prefeito Charlinho sobre o roubo de um gerador da UPA de Itaguaí, conforme anúncio, na sessão do dia 28 de fevereiro, pe

Depois da sessão polêmica de terça-feira, na qual a Câmara Municipal de Itaguaí (CMI) aceitou o pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho, e quando foram apresentadas sérias denúncias de assédio a mulheres, por parte do prefeito, na sessão da quinta-feira (14) não houve continuidade nas denúncias de assédio contra o chefe do Poder Executivo. O público que acompanhava a sessão esperava o desdobramento do assunto que se tornou alvo de inúmeros comentários nas ruas e nas redes sociais.

O que marcou mesmo a sessão foram as cobranças por melhorias. Uma delas se referia ao requerimento de informação de autoria do vereador Vinícius Alves, pedindo esclarecimentos ao prefeito Charlinho sobre o roubo de um gerador da UPA de Itaguaí, conforme anúncio, na sessão do dia 28 de fevereiro, pelo presidente da CMI, Rubem Vieira. No requerimento de informação, o vereador Vinícius Alves questiona sobre a veracidade do furto. Ele quis saber ainda se houve mesmo o furto, se foi registrada a ocorrência, se havia funcionários na unidade no dia do furto, se foi aberto um inquérito administrativo para apurar as circunstâncias do furto, e, por fim, solicitou o envio da nota fiscal da compra do gerador de energia da UPA. “Esse requerimento de informação é para sanar uma dúvida. A gente precisa saber realmente o que houve com o gerador. Vamos aguardar a resposta do chefe do Executivo”, disse o autor do requerimento.

O líder de governo na CMI, vereador Sandro da Hermínio, pediu a retirada do expediente legislativo, alegando que teria parte das respostas solicitadas pelo vereador. O parlamentar disse que o gerador teria sido furtado por volta das 6h. “Foi uma coisa de cinema. Entraram na UPA e roubaram o gerador realmente. Faço questão de trazer estas respostas e entregar ao vereador Vinícius Alves, se assim o requerimento for retirado pelo autor”, ressaltou.

Mesmo assim, o vereador Vinícius Alves não aceitou os argumentos do colega e pediu para que o documento prosseguisse para apreciação do plenário. O requerimento foi aprovado.  

PRAÇA ABANDONADA

Outra cobrança ao chefe do Poder Executivo partiu do vereador Ivan Charles. O parlamentar apresentou uma indicação cobrando melhorias na Praça Prefeito Vicente Cicarino, no Centro. “É vergonhoso vir aqui nessa tribuna mais uma vez falar do estado em que se encontra a Praça Vicente Cicarino. O banheiro está podre, está parecendo um chiqueiro. O pior é que ele fica ao lado de uma lanchonete. As pessoas não podem mais sentar ali para fazer um lanche ou tomar um sorvete. O parquinho das crianças, os brinquedos, já não existem mais. É lixo por todos os lados. Várias pessoas já se acidentaram no piso quebrado. Os comerciantes estão revoltados, pois não podem trabalhar com o mau cheiro do banheiro. Quero apelar ao secretário de Ordem Pública que faça um choque de ordem na praça para dar melhores condições à população que utiliza o espaço público”, cobrou Ivan Charles.

De fato, o vereador pede, com justa razão, o resgate do que durante algum tempo foi motivo de orgulho para a população, com seu jardim vertical, que se transformou um verdadeiro cartão postal, servindo de cenário para incontáveis fotos. Apesar do estado precário em que se encontra, a praça continua sendo um ponto de encontro para gente de todas as idades, razão pela qual merece a atenção de todo o governante comprometido com a qualidade de vida na cidade. Mas ao que parece, não é o que se vê em Itaguaí.

WELINGTON CAMPOS

welington.campos@jornalatual.com.br

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!