domingo, dezembro 5, 2021
InícioItaguaíPrefeitura de Mangaratiba anuncia o fim do lixão

Prefeitura de Mangaratiba anuncia o fim do lixão

AÇÃO
Governando apenas há uma semana, a nova gestão da Prefeitura de Mangaratiba se empenha para realizar ações tão esperadas há anos pela população. Nesta quarta-feira (28) foi iniciado o processo de remoção de todo o lixo localizado no ‘aterro sanitário’ da cidade. A ação contou com a presença dos secretários de Serviços Públicos, Doriedson Costa e de Meio Ambiente, Antônio Marcos, e visa cumprir a determinação do Ministério Público e Instituto Estadual de Ambiente (Inea).

Todo material será encaminhado para a empresa de reciclagem Ciclus, em Seropédica. Segundo Sebastião Ávilla, da empresa Preserve, responsável pelo transbordo do lixo, a conclusão da ação está estimada em 15 dias, dependendo das condições climáticas.

Segundo Doriedson esta é uma determinação também do prefeito da cidade, Alan Costa. “Nosso p

AÇÃO

Governando apenas há uma semana, a nova gestão da Prefeitura de Mangaratiba se empenha para realizar ações tão esperadas há anos pela população. Nesta quarta-feira (28) foi iniciado o processo de remoção de todo o lixo localizado no ‘aterro sanitário’ da cidade. A ação contou com a presença dos secretários de Serviços Públicos, Doriedson Costa e de Meio Ambiente, Antônio Marcos, e visa cumprir a determinação do Ministério Público e Instituto Estadual de Ambiente (Inea).

Todo material será encaminhado para a empresa de reciclagem Ciclus, em Seropédica. Segundo Sebastião Ávilla, da empresa Preserve, responsável pelo transbordo do lixo, a conclusão da ação está estimada em 15 dias, dependendo das condições climáticas.

Segundo Doriedson esta é uma determinação também do prefeito da cidade, Alan Costa. “Nosso prefeito está empenhado em realizar todas as ações em benefício da população. O lixão já não recebe resíduos sólidos, mas o antigo continuava lá. Estamos limpando todo o local para que depois sejam realizadas ações de recuperação do solo”.

Antônio Marcos ainda acrescentou que será realizado um estudo para ver a real situação do local. “Não podemos considerar isso como aterro sanitário, já que não tem critério para isso. Vamos realizar um estudo técnico para entender os prejuízos ambientais causados ao solo e através deste estudo vamos determinar se será possível criar um projeto para uma estação de transbordo ou não”. “Vamos tentar remediar os danos e criaremos um projeto ambiental para esta área. Esse crime ambiental não continuará”, finaliza o secretário.

Também estiveram presentes na ação o secretário adjunto de Meio Ambiente, Daniel Rodrigues e o subprefeito do 1º distrito, Douglas Jordão.

Veja mais de:
Matérias relacionadas
- Advertisment -

Mais lidas

error: O conteúdo está protegido!