“Piscinão” de Seropédica

fevereiro 21, 2014 2 Comentários »

 Vazamento de grande proporção em adutora da Cedae completa três anos. A empresa sabia do problema e não fez nada

Já diziam nossas avós: se souber usar não vai faltar. O velho ditado é cada dia mais atual, assim como a necessidade de utilizar com sabedoria o que temos de mais precioso: a água. Por ser um recurso limitado, seu desperdício tem consequências. É isso que constatou a reportagem do ATUAL ao verificar a denúncia de um vazamento de água no quilômetro 47 da BR 465 em Seropédica, exatamente em frente ao CTUR, o Colégio Técnico da Universidade Rural. Enquanto bairros da cidade e também de Itaguaí sofrem com a falta de água, milhões ou até bilhões de litros desse líquido valioso vão ralo abaixo todos os dias devido ao rompimento de uma adutora da Cedae. Detalhe: esse vazamento já dura três anos e até agora a empresa, mesmo notificada diversas vezes, nada fez.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Legenda foto 1: Devido à omissão da Cedae em resolver o problema, o local tornou-se uma espécie de “parque aquático” de Seropédica

Devido à omissão da Cedae, o local tornou-se uma espécie de “parque aquático” (Michel Simão)

2 Comentários

  1. Floriza carioca 21/02/2014 at 1:01 pm -

    É inacreditável, 3 anos?

  2. Paulo Sérgio 24/02/2014 at 3:19 pm -

    Vou tomar um banho lá neste domingo de carnaval, pois tenho certeza de que ainda terá água kkk!!!

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.