Mistura para lá de explosiva

janeiro 31, 2014 Nenhum Comentário »

Médico cardiologista comenta os perigos da ingestão de energéticos com bebidas destiladas

JULIANA TORRES
juliana.torres@jornalatual.com.br

A mistura de energéticos com bebidas destiladas (como whisky e vodka) já virou moda entre aqueles que saem para badalar à noite. Muito comum em festas ou boates, a venda das duas bebidas juntas – os chamados “combos” (garrafa de destilado mais seis energéticos), que podem ultrapassar o valor de RS 300 – é a garantia, para muitos, de uma noite mais agitada e descontraída. Mas o que muitos não sabem é que esta saborosa mistura, quando consumida de forma exagerada e contínua, pode ter efeitos devastadores no organismo. De acordo com médico cardiologista Paulo Wesley, o uso prolongado de energizantes (sem orientação médica) pode causar sérios problemas como arritmia e insuficiência cardíacas e mal súbito. Ainda segundo o cardiologista, muitos jovens – normalmente depois de uma “noitada” regada a energéticos e bebidas destiladas – chegam às emergências dos hospitais com taquicardia, tonteiras, náuseas, distúrbios visuais, dentre outros sintomas.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

O cardiologista Paulo Wesley aletrta para os perigos que o uso de tais misturas trazem (Michel Simão)

O cardiologista Paulo Wesley aletrta para os perigos que o uso de tais misturas trazem (Michel Simão)

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.