Parque do medo e da vergonha

janeiro 24, 2014 3 Comentários »

Criado para ser área de lazer, Parque Municipal de Itaguaí está com obras atrasadas há mais de dois anos e agora abriga viciados e criminosos

JULIANA TORRES
juliana.torres@jornalatual.com.br

JUPY JUNIOR
jupy.junior@jornalatual.com.br

O que era para ser uma das poucas opções – senão a única – de divertimento em Itaguaí, tornou-se abrigo de viciados em crack e outras drogas, e local perigoso, onde cidadãos sofrem ataques de criminosos. O Parque Municipal Jutta Fuhrken – o nome é uma homenagem da Câmara Municipal, ainda na gestão de Jorginho do Charlinho (PV), à mãe de Eike Batista – é fruto de uma negociação entre a Prefeitura de Itaguaí e a LLX Logística, na época responsável pela construção do SuperPorto Sudeste. O parque foi concebido como uma contrapartida ambiental ao empreendimento da Ilha da Madeira, e deveria ter ficado pronto em agosto de 2011. Ao atraso das obras e à carência por divertimento dos cidadãos, soma-se a insegurança e à criminalidade como complementos de um projeto que até hoje não disse a que veio.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Amplos espaços da área de lazer são hoje um imenso deserto (Carlos Roberto)

Amplos espaços da área de lazer são hoje um imenso deserto (Carlos Roberto)

3 Comentários

  1. Elenita 24/01/2014 at 8:10 pm -

    Acho melhor eles não falarem e sim fazerem. Pois o que falam nada cumpre.
    Isso é apenas um dos pontos abandonados em Itaguai. Olha a praça Vicente Cicarino, que situação lamentavel.

  2. miriam castilho 25/01/2014 at 2:00 pm -

    bom dia Jornal Atual! todos os dias abro a página deste jornal prá dar uma lida. hoje vejo a matéria que queria ver à tempos. na primeira vez que caminhei e entrei no “parque municipal”, parei na frente do teatro e chorei. a dor de ver o pouco que temos se destruindo é terrível. nasci aqui, Itaguaí é como uma mãe e vejo sempre minha “mãe” morrendo aos poucos pela ganância de muitos. nós temos o direito de errar, faz parte das mudanças. temos o dever de corrigir esses erros. queria olhar nos olhos dos nossos governantes e perguntar: onde está o teu coração que não vê esta cidade agonizando?

  3. Floriza carioca 27/01/2014 at 11:17 am -

    Afinal o que está acontecendo?
    Por que as obras estão paradas?

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.