O entulho nosso de cada dia

janeiro 15, 2014 Nenhum Comentário »

Restos de armários, colchões e até sofás ocupam ruas de Itaguaí. Falta definição sobre um serviço de coleta específico e campanha de educação da população sobre despejo irregular

JUPY JUNIOR
jupy.junior@jornalatual.com.br

Não é difícil encontrar pelas ruas de Itaguaí vários detritos e entulho que se acumulam nas calçadas. Há de tudo um pouco: sofás, restos de estantes e armários, colchões, fogões e máquinas de lavar velhos, brinquedos etc. “O itaguaiense é muito porquinho”, declarou uma munícipe ao ATUAL, em reportagem publicada há algum tempo. De fato, a julgar pelas fotos que ilustram essa matéria -  o repórter fotográfico Carlos Roberto não teve dificuldade nenhuma em encontrar os exemplos – fica difícil não perceber que a cidade precisa de uma campanha de conscientização. Parece que, na falta de ideia melhor para dispensar o que não se quer mais, o itaguaiense decide assim: jogar na rua. E é curioso pensar na situação: compra-se um sofá novo, e o que se faz com o velho? Joga-se na rua. Assim tem sido.

Não há informações sobre qual procedimento o cidadão deve cumprir caso queira jogar fora alguma coisa que não se enquadra em lixo convencional. O Secretário de Ambiente de Itaguaí, Giovanni Kede, bem que tentou ajudar ao fornecer um telefone de funcionário da empresa Tristars, mas ninguém atendeu. Ele lembrou que muita gente, não satisfeita em jogar na rua, joga também nos rios da cidade. Multa na certa, basta que algum fiscal (qual é mesmo a estrutura do município quanto a isso?) veja. A Secretaria Municipal de Comunicação recebeu um e-mail do ATUAL com essa e outras perguntas sobre o assunto, mas até agora nada de resposta. No mais, as fotos desta página, veja o leitor, falam por si.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Sofá descartado na rua Vival da Silveira, no bairro Santana (Carlos Roberto)

Sofá descartado na rua Vival da Silveira, no bairro Santana (Carlos Roberto)

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.