O mangue que morre por asfixia

dezembro 24, 2013 Nenhum Comentário »

 

Secretaria de Meio Ambiente faz operação e constata assoreamento em rio da cidade

Secretário Giovanni Kede conversa com Vitor Lopes, da APEITA, sobre a situação do rio da Guarda

Secretário Giovanni Kede conversa com Vitor Lopes, da APEITA, sobre a situação do rio da Guarda

 

 

JULIANA TORRES

juliana.torres@jornalatual.com.br

Na última sexta-feira (20), a Secretaria de Meio Ambiente de Itaguaí, junto a pescadores locais, realizou uma operação no Rio da Guarda - que faz confluência com o Canal da Ponte Preta edeságua na Baía de Sepetiba - e verificou um assoreamento na região. De acordo com GiovanniKede, secretário de meio ambiente da cidade, a obstrução teria sido provocada pelas dragagens realizadas pela ThyssenKrupp CSA (Companhia Siderúrgica do Atlântico): “A CSA fez uma dragagem, perto da saída do Rio São Francisco, e agora as embarcações não conseguem passar”.O secretário ainda afirma que, além de descaracterizar o local, os pescadores são prejudicados, pois o rio fica muito raso. ”Quando a maré está baixa, eles não conseguem entrar no mar”, disse ele.

 

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.