Pontes no centro ainda oferecem risco na travessia

julho 16, 2014 Nenhum Comentário »

Barreiras de proteção estão quebradas e passeios são estreitos. Prefeitura diz que projetos de intervenção já estão em processo licitatório

A travessia de pontes em Itaguaí ainda é uma atividade de constante risco ao pedestre. No centro da cidade, em vias como na Avenida Doutor Curvelo Cavalcante, na ponte próxima ao Supermercado Guanabara e na Estrada Ari Parreira, próximo ao centro médico Cemeru, o estado das pontes é crítico: faltam passagens de pedestres, corrimãos estão quebrados e rachaduras provocam medo em quem utiliza as vias. Após quatro meses, o ATUAL torna a tocar no assunto, que por sinal, permanece sem mudanças. Na Ari Parreira, a ponte não possui calçadas em ambos os lados da pista. O pedestre precisa arriscar-se em meio ao trânsito de veículos e ainda torcer para não cair no canal, já que a mureta de proteção, conforme mostra a imagem que ilustra a página, está quebrada. Já na ponte próxima ao Guanabara, entre as avenidas Dr. Curvelo Cavalcante e a Prefeito Isoldackson Cruz de Brito, em um lado da via a prefeitura instalou uma passarela de ferro provisória para a passagem de pedestres. Porém, o outro lado da via continua apenas com uma barra de ferro para tentar proteger o pedestre de uma queda.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Na Ari Parreiras, falta de barreira de proteção pode levar um transeunte a queda no canal (Ramon Cesar)

Na Ari Parreiras, falta de barreira de proteção pode levar um transeunte a queda no canal (Ramon Cesar)

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.