Agente penitenciário é suspeito de facilitar entrada de celular em Bangu 3

julho 16, 2014 Nenhum Comentário »

O agente penitenciário Alessandro Brito de Oliveira foi detido, no final da tarde desta segunda-feira (14), suspeito de facilitar a entrada de 26 celulares, 38 chips e cinco carregadores de telefones na penitenciária Gabriel Ferreira de Castilho (Bangu 3), no Complexo Penitenciário de Gericinó. O material estava dentro da bolsa de uma visitante que foi revistada pelo agente. Com a visitante havia também fones e baterias de celular, cabos e placas USB e conectores de tomada. O próprio diretor da unidade deu voz de prisão a Alessandro. De acordo com fontes da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), por cada celular que o agente deixasse entrar, os criminosos pagariam R$ 5 mil. Em Bangu 3 estão presos os principais líderes da maior facção criminosa do Rio. O inspetor foi encaminhado para a projeção da 34ª DP (Bangu) que fica dentro do Complexo de Gericinó e poderá responder por favorecimento pessoal. (Fonte: Jornal Extra)

Material foi encontrado dentro da bolsa de uma visitante. Agente penitenciário foi encaminhado para a 34ª DP (Foto Divulgação)

Material foi encontrado dentro da bolsa de uma visitante. Agente penitenciário foi encaminhado para a 34ª DP (Foto Divulgação)

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.