Brisamar: Era uma vez uma rua chamada esquecimento

julho 11, 2014 Nenhum Comentário »

Serviços públicos na Rua 26 do bairro Brisamar parecem não existir. Moradores se queixam de negligência por parte da gestão municipal

A lista é longa: bueiro sem tampa há quase dois anos, postes sem lâmpadas, terrenos baldios, fios soltos em postes, lama em virtude das obras do Arco, falta de quebra molas, dentre outros. Morar na Rua 26, no bairro Brisamar em Itaguaí, é viver em uma verdadeira zona de esquecimento, que sofre com o descaso por parte do poder público municipal. Aos moradores, indignados e desgastados, resta o último recurso: a imprensa. A reportagem esteve em Brisamar e conversou com alguns deles, constatando que a insatisfação é unânime. “Vergonha!”, descreve o administrador Saul Monteiro. Segundo ele, serviços públicos não existem no local. “Em mais de um ano dessa nova gestão municipal, com exceção de coleta de lixo, não temos nada desses serviços aqui. Não varrem, não pintam meio fio, nada!”, lamenta Monteiro. O resultado é a sujeira generalizada.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Um ano e sete meses é o tempo em que moradores convivem com um bueiro sem tampa ao meio da rua no bairro Brisamar. Reclamar não resolveu (Foto Ramon Cesar)

Um ano e sete meses é o tempo em que moradores convivem com um bueiro sem tampa ao meio da rua no bairro Brisamar. Reclamar não resolveu (Foto Ramon Cesar)

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.