Cidades paulistas de Santos e Sorocaba são as principais em modelos cicloviários

julho 2, 2014 Nenhum Comentário »

Incentivar o usos de bicicletas tem sido medidas adotadas por várias cidades paulistas e do Rio. Um bom exemplo de mobilidade urbana para Itaguaí

Nesta semana, o ATUAL traz uma série de reportagens sobre possíveis soluções para os problemas urbanísticos de Itaguaí. São medidas que deram certo em cidades do Brasil ou do mundo e que poderiam ser também boas saídas ao caos urbano itaguaiense. Na matéria de hoje, o incentivo ao uso de bicicletas adotado por vários municípios paulistas e também na zona oeste do Rio é uma forma de reduzir a quantidade de veículos nas ruas e estimular a prática de atividade física. Santos e Sorocaba, por exemplo, estão entre os principais modelos cicloviários do estado de São Paulo. Sorocaba tem investido pesado nesse meio de transporte desde 2006. A cidade já construiu e colocou em operação 75 dos 100 quilômetros de ciclovias que pretende construir até o fim deste ano. A malha cicloviária possui sinalização, bicicletários em terminais de ônibus e paraciclos. As novas ruas e avenidas construídas na cidade são projetadas com espaço reservado para as ciclovias. As antigas foram adaptadas. Para atrair o usuário, a prefeitura investe em campanhas de conscientização sobre os benefícios da bicicleta. Em Santos, a construção de ciclovias começou em 1990. Hoje, são quase 30 quilômetros construídos e outros ainda em construção. A prefeitura calcula que o uso de bicicleta representa 8% de todas as locomoções na cidade.

 

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Na cidade de Santos, constução de ciclovias começou em 1990. Hoje são quase 30km (Reprodução internet)

Na cidade de Santos, constução de ciclovias começou em 1990. Hoje são quase 30km (Reprodução internet)

 

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.