Incoerência: índice da Firjan ignora realidade de Itaguaí

junho 25, 2014 Nenhum Comentário »

Estudo diz que “Cidade Inteligente” tem desenvolvimento moderado. Reportagem, porém, não observa tal diagnóstico

BIANCA GARCIA

A Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) divulgou seu Índice de Desenvolvimento Municipal (IFDM) e promoveu um ranking entre todas as cidades do estado do Rio de Janeiro. Itaguaí apareceu na 26ª posição. Nada tão mal quando o total de municípios é 92. Mas o que a reportagem do ATUAL achou esquisito foi uma posição e um desenvolvimento moderado quando na verdade o que se vê pelas ruas é baixíssima evolução. Os dados do estudo são de 2011, referentes, portanto, ao governo de Carlo Busatto Junior (Charlinho, PMDB) e divulgada neste mês de junho. Apesar disso, o governo Mota (PSDB) tem publicado na imprensa os dados como maneira de conferir visibilidade à suposta excelência dos serviços públicos a partir da classificação da Firjan, mas de fato o que se retrata no estudo são levantamentos realizados antes mesmo de Mota assumir a prefeitura. Segundo o estudo da Firjan – que avalia setores tendo como base o desenvolvimento municipal – valores inferiores a 0,4 significam baixo desenvolvimento. Entre 0,4 e 0,6, desenvolvimento regular. De 0,6 a 0,8 é moderado e acima de 0,8 a 1,0 o desenvolvimento é considerado superior. No ranking estadual, Itaguaí ocupa o 26º lugar e perde para Resende (em primeiro) e Mangaratiba (14º). Já no ranking nacional, a “Cidade Inteligente” ocupa o 1027º. Resende e Mangaratiba estão na posição 134º e 517º no ranking de todas as cidades brasileiras, respectivamente. O estudo avaliou os setores da saúde, educação, emprego e renda. Os dois primeiros considerados pela Firjan como desenvolvimento moderado (notas acima de 0,6 e 0,7, respectivamente) e o último como superior (nota acima de 0,8). Ao avaliar o município e não os três setores individualmente, Itaguaí também teve desenvolvimento moderado, segundo a Firjan. Mas vale lembrar que o estudo tem como base o ano de 2011. Sendo assim, fica uma dúvida no ar: será que na próxima pesquisa ficará comprovada a decadência de Itaguaí? Veja como estão os três setores avaliados, pelo ATUAL, durante os 18 meses do prefeito Luciano Mota.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

COTIDIANO - Firjan_crédito Bianca Garcia

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.