Itaguaí: nota zero em ciência e tecnologia

junho 6, 2014 Nenhum Comentário »

No balancete do primeiro quadrimestre deste ano, prefeitura declara que nada gastou no setor que é estratégico para o desenvolvimento

JULIANA TORRES

O que esperar de uma cidade que tem o privilégio de receber empresas importantes e que está geograficamente bem posicionada, mas que investe zero real em ciência e tecnologia? Muita gente não faz ideia, mas o investimento neste setor é fundamental para que se encontrem soluções criativas que impactam diretamente na vida dos cidadãos. Em uma cidade como Itaguaí, que sofre com precárias condições de acesso à internet e com problemas constantes de sinal de celulares – somente para citar dois exemplos – a falta de investimentos traz também desesperança. Não se pode mais pensar em desenvolvimento sem tecnologia, sem pesquisa científica, sem serviços de ponta que definitivamente coloquem Itaguaí no cenário brasileiro do progresso e na vanguarda das soluções (portuárias, agrícolas, urbanísticas, logísticas etc). Como o investimento é zero, o atraso, evidentemente, permanece. Na terceira e última reportagem da série motivada pela audiência pública na sexta-feira (30 de maio) sobre a falta de investimentos da Prefeitura de Itaguaí, o ATUAL traz a importância dos investimentos na área de Ciência e Tecnologia e como a falta deles pode impactar na sociedade. Na edição de quarta-feira (4), a reportagem mostrou como se encontra o setor de Comércio e Serviço na cidade e o investimento na área de apenas R$ 3 mil até abril de 2014. Na quinta-feira (5), a publicação divulgou o zero investimento no setor de Indústria no primeiro quadrimestre deste ano. Chegou a vez de outro importante setor para o desenvolvimento. Especialistas afirmam que as condições socioeconômicas do país (e sim, isso também pode ser levado à esfera municipal) estão aliadas ao desenvolvimento tecnológico. Em matéria publicada há dois anos no site da Academia Brasileira de Ciências (ABC), o membro titular da ABC Dr. Isaac Roitman afirma que o investimento em pesquisa é fundamental, pois “o século XXI pode ser definido como o século do conhecimento”.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

COTIDIANO - Ciência e Tecnologia_Internet

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.