Último dia de regulamentação foi de movimento no Cartório de Itaguaí

maio 8, 2014 Nenhum Comentário »

Quem não regularizou situação pode ter série de benefícios bloqueados, como obtenção de empréstimos, por exemplo

 

O prazo para quem precisava obter o título eleitoral ou pedir transferência de domicílio para votar nas eleições deste ano encerrou-se ontem (7). O mesmo prazo também foi válido para quem precisava normalizar o título em situação irregular, por ausência não justificada nas últimas votações. Quem precisava transferir o documento para uma seção especial com fácil acesso para pessoas deficientes ou com mobilidade reduzida, também teve a chance expirada no mesmo período. Há 151 dias das eleições, a quarta-feira foi de grande movimento no Cartório Eleitoral de Itaguaí. As calçadas da Rua Moisés Abrahão, no centro, foram tomadas por inúmeros eleitores que deixaram a regularização para última hora. Muitos reclamaram de demora no atendimento. “Essa fila não sai do lugar. O atendimento está lento”, indignou-se a desempregada Josiane Silva. A estudante Sasha Rúbia, que tentava garantir o seu título, também se incomodou com longa espera. “Estou há mais de duas horas aqui”, disse ela, contrapondo-se à resignação da dona de casa Nilda Rosa. “Mas não tem jeito. Se eu não regularizo perco um monte de benefícios”, disse ela, que esperava para transferir seus domicílio eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral de Itaguaí não alterou o horário de funcionamento em virtude do fim do prazo e fechou às 19h.

Para ter acesso à reportagem completa, assine a edição digital ou impressa do Jornal ATUAL.
Confira também nas bancas de toda região.

Quem deixou a regularização para última hora enfrentou filas quilométricas (Carlos Roberto)

Quem deixou a regularização para última hora enfrentou filas quilométricas (Carlos Roberto)

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.