São Paulo anuncia internação compulsória de usuários de crack

janeiro 4, 2013 Nenhum Comentário »

COMBATE ÀS DROGAS

GERALDO ALKMIN disse que a ação terá parceria do Tribunal de Justiça, do Ministério Público e da OAB. (Foto: José Luiz da Conceição)

GERALDO ALKMIN disse que a ação terá parceria do Tribunal de Justiça, do Ministério Público e da OAB. (Foto: José Luiz da Conceição)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou nesta quinta-feira (3) que vai implantar a internação involuntária de dependentes químicos, numa ação que deverá ser executada em parceria com o Tribunal de Justiça do estado, o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil.

A internação vai começar no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas, que será criado para casos de emergência. Após ser atendido pelo serviço de saúde, o dependente químico será avaliado por médicos que oferecerão tratamento.

Caso o paciente recuse o auxílio, um juiz poderá determinar a internação compulsória depois de a equipe médica atestar que o usuário perdeu o domínio sobre sua saúde e condição física.

O governo estadual informa que a internação involuntária será aplicada em conjunto com a família. “Estamos avançando; essa é uma tarefa permanente. Temos consciência do problema, que já melhorou muito. Estamos reduzindo o número de dependentes nas ruas e vamos continuar, de um lado com as equipes de abordagem e de outro a internação, agora com juiz, promotor e advogados para os casos mais graves”, ressaltou Alckmin.

Deixe um comentário

Você precisa estar Logado para comentar.