Oct 23, 2017 Last Updated 3:21 PM, Oct 20, 2017

Câmara dos Deputados vai discutir regras para recall de veículos

PARA ALEXANDRE Valle, as mortes em acidentes causados por problemas mecânicos são subnotificadas PARA ALEXANDRE Valle, as mortes em acidentes causados por problemas mecânicos são subnotificadas FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Poder
Ler 2362 vezes
Avalie este item
(0 votos)

REVISÃO A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (19), a criação de uma subcomissão especial para debater e estabelecer a regulamentação do recall de veículos. Autor da proposta, o deputado federal Alexandre Valle (PR-RJ) afirma que o objetivo é discutir ações para reduzir e impedir a comercialização de veículos com defeitos de fabricação.

O deputado alerta que o número de mortes em acidentes de trânsito, causados por problemas mecânicos, acaba subnotificado, mas considera alarmante devido à frequência elevada de convocações das montadoras para recall de veículos por apresentarem problemas variados e graves como explosão de airbags, risco de incêndios, falhas em chassis, entre outros.

Através de audiências públicas com a convocação de representantes de montadoras e importadoras de veículos, a subcomissão especial pretende estabelecer mecanismos para, em caso de recall, os proprietários sejam realmente informados e notificados da necessidade.

No início do mês, apenas uma montadora (Toyota) chamou 538 mil carros no maior recall por “airbags mortais” no Brasil, após a comprovação de que em outros países mais de dez mortes já foram confirmadas devido à explosão de airbags. “Muitos acidentes acontecem, pessoas estão morrendo, sofrendo lesões graves, por causa de defeitos de fabricação. Não dá para continuar assim até porque o alcance do recall é baixo, grande parte das pessoas que compram carro nem ficam sabendo depois da necessidade de fazer recall. Precisamos ter regras definidas para restabelecer a segurança de quem compra um veículo”, explica Alexandre Valle.

A subcomissão, aprovada através do Requerimento 194/2017, tem prazo de 180 dias para realizar os trabalhos e apresentar relatório final que possa contribuir para elevar a segurança dos donos de veículos.