Loading...
Jul 21, 2018 Last Updated 1:48 PM, Jul 20, 2018

Vereadores buscam apoio para solução de transporte marítimo

Publicado em Poder
Ler 700 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Parlamentares foram a Capitania dos Portos de Itacuruçá e ao Porto Sudeste após decisão em reunião com mães de alunos na quinta-feira (19)

BUSCA POR SOLUÇÃO Os vereadores Ivanzinho (PHS) e André Amorim (PR), representando o bloco suprapartidário, se reuniram com mães de alunos e decidiram buscar apoio para solucionar problema, durante a quinta-feira (19). Os parlamentares foram a Capitania dos Portos de Itacuruçá e ao Porto Sudeste tentando encontrar uma solução emergencial para a questão.

Na Capitania dos Portos, os vereadores buscaram diálogo com o Capitão dos Portos e protocolaram documento assinado pelos vereadores do bloco suprapartidário, solicitando que a Marinha possa ajudar na questão do transporte dos alunos.

No documento protocolado na Capitania constam as seguintes informações: 16 alunos que necessitam de embarcação para irem das ilhas até a Escola Elmo Batista Coelho, em Ilha da Madeira; a suspensão do serviço de transporte marítimo escolar por parte da Prefeitura de Itaguaí; e que desde o dia 18 os pais dos alunos estão acampando na escola com seus filhos, até que o problema seja solucionado.

Já no Porto Sudeste os parlamentares viram a se existiria a possibilidade de um auxílio para solucionar o problema com a falta de embarcação, até que o problema do serviço de transporte marítimo escolar da Prefeitura de Itaguaí retorne a ativa.

HISTÓRICO

A retirada do transporte marítimo escolar dos alunos da Ilha dos Martins, das praias da Quatiquara e Boi, que frequentam a Escola Municipal Elmo Coelho, na Ilha da Madeira, foi o assunto debatido já na sessão do dia 6 de abril, na Câmara Municipal de Itaguaí.

O debate, cobrando uma explicação da Secretaria de Educação e Cultura ocorreu após a leitura do Requerimento de Informação, apresentado pelo vereador Willian Cézar (PSB). No pedido de informação, o vereador solicita ao prefeito Carlo Busatto Junior (PMDB), o Charlinho, explicações referentes à retirada do transporte marítimo escolar, que faz o translado das crianças residentes nas Ilhas do Martins e parte da Ilha de Itacuruçá, que pertence ao município.

Em 11 de abril, outro requerimento de informação rejeitado pela base governista foi sobre a razão do corte do serviço de transporte marítimo escolar dos alunos das ilhas, que estudam na escola da Ilha da Madeira. O requerimento de autoria do vereador Willian Cezar também continham outros nove questionamentos sobre o assunto. O vereador André Amorim enumerou uma lista de vários problemas semelhantes ao corte do serviço marítimo dos estudantes das ilhas, entres eles, o transporte dos universitários, que virou lei, mas até hoje não foi cumprido pelo Poder Executivo.

Já na manhã de quarta-feira (18), pais e mães de alunos da Escola Elmo Batista Coelho, na Ilha da Madeira, ocuparam a unidade escolar para reivindicar uma solução à suspensão do transporte marítimo, por parte da Prefeitura de Itaguaí.

O serviço foi suspenso no início do ano e, segundo os pais dos alunos, somente no primeiro dia de aula deste ano letivo ele foi oferecido. O problema já foi até alvo de debate na Câmara Municipal durante este ano. Trazido ao plenário pelo grupo suprapartidário, oposição à atual gestão da Prefeitura, o tema foi abafado pela base do governo na Câmara, que justificou o serviço foi suspenso “por problemas na licitação”.

Segundo os pais, já foram feitas duas denúncias ao Ministério Público e não houve nenhuma resposta sobre o caso por parte do Poder Executivo.

CLEITON BEZERRA

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.