Feb 19, 2018 Last Updated 12:28 PM, Feb 16, 2018

Destaques

Mais uma doença de verão: Conj…

Com alto risco de contaminação, saiba como evitar esse grande incômodo na vista ...

Fortes chuvas castigam bairros…

Itaguaí e Seropédica sofreram com alagamentos e interrupção no fornecimento de e...

Hora do recadastramento de ser…

ALERTA AO CALENDÁRIO- O Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Se...

Aplicativo vai conectar produtores rurais

O aplicativo, chamado Saúde Animal, vai oferecer informações sobre doenças, vacinas, trânsito de animais O aplicativo, chamado Saúde Animal, vai oferecer informações sobre doenças, vacinas, trânsito de animais FOTO DIVULGAÇÃO
Publicado em Serviço
Ler 332 vezes
Avalie este item
(0 votos)

INTEGRAÇÃO O Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prepara o lançamento de um aplicativo para celular que vai conectar produtores, legisladores, veterinários e demais pessoas ligadas à pecuária ao maior banco de dados sobre a saúde animal no Brasil. O novo aplicativo será lançado oficialmente no próximo dia 4 de dezembro.

Desenvolvido em parceria da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) com o Departamento de Saúde Animal (DSA) do ministério, o aplicativo, chamado Saúde Animal, vai oferecer informações sobre doenças, vacinas, trânsito de animais e ainda receber denúncias sobre situações irregulares ou suspeitas em qualquer lugar do país.

APP

Ainda em fase de testes, o aplicativo vai funcionar tanto no sistema Android quanto no IOS e já tem uma atendente virtual, chamada Lia, que responde em português, espanhol ou inglês a perguntas dos usuários.

Para acessar as informações, o usuário terá que se cadastrar e a partir dai ficará conectado com a atendente virtual, que poderá responder às suas perguntas. Isso é importante para a localização do usuário, pela qual o aplicativo identifica a região e pode oferecer o conteúdo mais adequado.

As notificações de doenças, ou de suspeitas de doenças, poderão ser feitas off line e a assistente Lia avisa que elas serão transmitidas ao sistema assim que o usuário se conectar a uma rede. Apesar da quantidade e da complexidade do conteúdo, o aplicativo é leve suficiente para não sobrecarregar a memória dos smartphones.

PÚBLICO-ALVO

 

Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Guilherme Marques, o aplicativo deve atingir, em todo o Brasil, um público-alvo de 5 milhões de produtores rurais, 120 mil veterinários e mais 18.700 servidores públicos e auxiliares técnicos da saúde animal.