Loading...
Jul 16, 2018 Last Updated 10:34 PM, Jul 15, 2018

Exército destrói mais de 8 mil armas no Rio

MILHARES DE armas foram destruídas pelo Exército brasileiro na manhã desta quarta-feira ontem MILHARES DE armas foram destruídas pelo Exército brasileiro na manhã desta quarta-feira ontem FOTO BRUNO ALBERNAZ / G1
Publicado em Polícia
Ler 416 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Parte das armas destruídas foi apreendida em atividades criminosas no estado

OPERAÇÃO O Batalhão de Manutenção e Suprimento de Armas do Exército destruiu 8.549 mil armas em uma cerimônia realizada, na manhã de ontem (20), no Rio de Janeiro. De acordo com o Exército, todas estavam inutilizadas.

Parte foi apreendida em atividades criminosas, outras foram entregues voluntariamente e cerca de 2 mil foram recolhidas de batalhões da Polícia Militar após testes que concluíram que as armas estavam obsoletas e sem condições de uso na atividade policial.

Denominada ‘Operação Vulcão’, a ação do Exército Brasileiro, por meio da Diretoria de Produtos Controlados (DPFPC), tinha como objetivo atender ao acordo de cooperação técnica firmado entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Comando do Exército Brasileiro em 21 de novembro de 2017.

Porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), Carlos Cinelli, disse que o exército faz essa destruição periodicamente, mediante convênio com o Conselho Nacional de Justiça e o Comando do Exército, por meio dos comandos de áreas. “Aqui, no Rio, em face do processo de intervenção que estamos vivendo, a destruição têm contorno diferenciado, uma vez que falamos de origens distintas: são armamentos retirados das mãos de criminosos, entregues voluntariamente por colecionadores ou, ainda, recolhidas de alguns batalhões da PM do estado por estarem obsoletas e sem condições de uso”, afirmou.

Ainda segundo o porta-voz, uma das prioridades das forças conjuntas é a apreensão de armamentos pesados atualmente em poder dos traficantes. Neste ano foram retirados de circulação quase 200 fuzis, tanto pela Polícia Militar como pela Polícia Civil. Só na semana passada foram apreendidos quase 10 fuzis, em ação da PM. A ação está inserida em medidas estruturantes necessárias à padronização da logística de armamento e munição das polícias do estado.