Loading...
May 20, 2018 Last Updated 1:48 PM, May 18, 2018

Itaguaí e Seropédica vivem dia de filas contra a febre amarela

Morte de macacos em Seropédica arrasta multidão para os postos de saúde Morte de macacos em Seropédica arrasta multidão para os postos de saúde SEROPÉDICA CLEITON BEZERRA
Publicado em Cotidiano
Ler 1922 vezes
Avalie este item
(0 votos)

População dos municípios vizinhos chega cedo aos postos para garantir a imunização contra a doença

SAÚDE – Os postos de saúde que oferecem vacina da febre amarela têm ficado cada vez mais lotados por adultos e crianças em busca da imunização contra a enfermidade. A corrida aos postos começou desde o alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o risco de surto da doença no país. Em muitos casos, as filas para conseguir uma senha para o atendimento, que podem se estender por mais de um quilômetro, têm sido marcadas por estresse e desinformação, com períodos longos de espera, como acontece em Itaguaí e Seropédica.

Itaguaienses enfrentam longa fila para tentar tomar a vacina contra febre amarela

Em Itaguaí, cerca de mil pessoas compareceram nesta quarta-feira (17) na sede da Divisão de Vigilância em Saúde para disputar uma das 200 senhas.  Maiores de 60 anos só podem ser vacinados se portarem pedido médico. Os adultos devem estar munidos com documento com foto e as crianças com a carteira de vacinação.

Nos demais postos onde acontece a vacinação contra a doença, apenas crianças com idade entre nove meses e dois anos serão imunizadas. A relação completa você encontra no site do ATUAL.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Itaguaí informou que em 2017, foram imunizadas contra a febre amarela aproximadamente 14.000 pessoas. A meta para este ano é fazer 100% de cobertura com a vacinação da população apta a tomar a vacina.

Em Seropédica vacina acaba. Mais de 20 mil doses chega para atender a população

A procura pela dose da vacina também é grande em Seropédica como flagrou o ATUAL nesta terça-feira (16). Boatos de aparecimento de macacos mortos têm assustado a população. Segundo Adilson Braga, da coordenação de ações preventivas e combate as endemias da região foram quatro casos. “A história dos dois animais que apareceram mortos no bairro Ecologia não procede”, afirma ele. Um terceiro macaco que teria aparecido morto no bairro Campo Lindo não foi examinado pela equipe, de acordo com o coordenador Adilson. “Uma moradora enterrou o animal, sendo assim, o exame para saber a causa da doença não pode ser realizado”, alerta. Já a carcaça do quarto animal, encontrado próximo a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) foi encaminhada para a equipe da Vigilância Epidemiológica de Seropédica para análise da causa da morte. Caso algum macaco seja encontrado morto, o munícipe deve entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Seropédica através do telefone 3782-4985.

Ainda de acordo com o coordenador, somente em uma unidade 1246 pessoas foram imunizadas. “As doses acabaram, vão chegar mais de vinte mil doses para atender toda população”, diz ele que acrescentou que na campanha de 2017, menos de 10% dos munícipes foram vacinados.

A Estratégia Saúde da Família (ESF) da Fazenda Caxias vai oferecer a vacina às terças e quartas-feiras das 8h às 17h. Já a Unidade Clínica da Família Casquinho atenderá a população às sextas-feiras no mesmo horário.

CASOS NO RJ

 

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro confirmou quatro casos no estado em 2018, até o momento: três em Valença, sendo duas mortes, e mais um óbito em Teresópolis. O resultado foi confirmado após exames laboratoriais realizados pela Fiocruz.