Nov 17, 2017 Last Updated 5:46 PM, Nov 17, 2017

Jovem evangélico é encontrado morto em Itaguaí

 Casado há pouco mais de um ano, Juninho trabalhava como motorista de Uber e cantava na igreja Casado há pouco mais de um ano, Juninho trabalhava como motorista de Uber e cantava na igreja FOTO REPRODUÇÃO
Publicado em Polícia
Ler 1926 vezes
Avalie este item
(7 votos)

Morte de rapaz, conhecido como Juninho, causou comoção na cidade. Enterro foi no domingo às 9h, no Cemitério São Francisco Xavier

BARBÁRIE O jovem Edson Junior de 23 anos, conhecido como Juninho, foi encontrado morto no sábado (28) em Itaguaí. O crime aconteceu na Rua Prefeito Ismael Cavalcante, bairro Vila Margarida, próximo ao centro da cidade. Ele cantava na Igreja Metodista Ortodoxa do bairro do Engenho (Imobe) e era bastante popular na região. Casado há pouco mais de um ano, Juninho trabalhava como motorista de Uber e no momento do crime estaria em atividade.

Segundo moradores, por volta das 6h da manhã, ele teria sido vítima de tentativa de assalto e foi baleado quando passava pela Rua Prefeito Ismael Cavalcante, que é paralela ao trilho do trem, no bairro Vila Margarida.

Uma nota veiculada pelo grupo de jovens da Igreja, chamado Mocidade Imobeana, demonstrou pesar pela morte do rapaz. “Nosso amigo Juninho, durante a sua vida produziu frutos dignos de alguém que amava a Deus acima de tudo. Diferente da herança que é algo que a gente deixa para alguém, o legado é algo que a gente deixa em alguém. Juninho deixou um legado de paixão, fogo, amor e glória na vida de todos aqueles que o cercavam!”, ressaltou a nota.

O velório foi na noite de sábado (28), na Igreja Metodista Ortodoxa no bairro do Engenho (Imobe) e o enterro aconteceu no domingo às 9h, no Cemitério São Francisco Xavier.

CLAMOR PELA PAZ

Em resposta à onda de assaltos e homicídios na cidade, que aconteceram nos últimos dias, está sendo organizado e divulgado nas redes sociais um ato intitulado “Clamor pela Paz”. A atividade acontecerá no próximo dia 11 de novembro às 18h30, na Praça Barão de Teffé, em frente ao Banco do Brasil. O intuito do evento é chamar a atenção das autoridades para dar um fim à insegurança na região.

Os idealizadores do evento fazem questão de ressaltar que o ato não tem a ver com nenhuma igreja ou político e que é “uma resposta da população de Itaguaí à violência dos últimos dias”. Será realizado um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da violência na cidade.

Última modificação em Segunda, 30 Outubro 2017 16:20