Loading...
Sep 21, 2018 Last Updated 12:32 PM, Sep 21, 2018

Vereador cobra abastecimento de remédios nos postos de saúde

Publicado em Poder
Ler 524 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Indicação do vereador Ivan Charles, aprovado por unanimidade na CMI, solicita ao Executivo o retorno dos medicamentos nas unidades de saúde

CRISE NA SAÚDE A situação precária na saúde de Itaguaí repercutida pelo ATUAL e as grandes mídias da capital mostra a má administração da atual gestão do prefeito Carlo Busato Junior (MDB), o Charlinho. O Hospital Municipal São Francisco Xavier (HMSFX) encabeça o descaso com a população que tem recorrer aos hospitais dos municípios vizinhos.

As reclamações com a saúde vão desde insalubridades nas unidades, falta de profissionais, falta de medicamentos, falta de ambulâncias, a demora no agendamento por consultas, a superlotação no Posto de Saúde Central, tomógrafo com mais de dois anos encaixotado no tempo, salas de cirurgias fechadas, leitos com infiltrações, ar-condicionado quebrado, a falta de conservação da área externa dos postos e o fechamento da UPA 24h. Todas essas denúncias registradas pela imprensa também são mostradas e questionadas pelos vereadores do bloco suprapartidário que quase diariamente fazem diligências nas unidades de saúde.

Na sessão do dia 26 de junho, da Câmara Municipal de Itaguaí (CMI), foi aprovada, por unanimidade, uma indicação do vereador Ivan Charles (PSB), solicitando ao Poder Executivo o retorno no fornecimento dos medicamentos em farmácias das Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas Estratégias Saúde da Família (ESF) e na Clínica da Família.

Segundo o vereador, a atual gestão retirou as farmácias dos postos de saúde dos bairros e centralizou tudo na Farmácia Central. Ivan Charles ressaltou que a decisão orquestrada pelo prefeito Charlinho está prejudicando os munícipes. “Quem está sofrendo com essa atitude impensável é a população que não sabe a quem recorrer quando precisa de um medicamento ou de atendimento nas unidades de saúde”, ressaltou Ivan Charles.

Na ocasião, o vereador usou a tribuna da CMI para cobrar ao chefe do Executivo melhorias na saúde do município com destaque para o retorno dos medicamentos. Segundo Ivan Charles, além de constatar o descaso com a saúde durante as suas vistorias ao HMSF e as UBS, as reclamações dos munícipes chegam diariamente ao seu gabinete. “Com a centralização no fornecimento dos medicamentos na Farmácia Popular no Centro, dificultou o acesso e a mobilidade da população para adquirir os medicamentos prescritos pelos médicos. A população está se deslocando do seu bairro até o Centro, mas não encontra o medicamento causando gastos excessivos e desnecessários com o transporte”, explicou.

A indicação do parlamentar é mais uma das inúmeras apresentada na CMI cobrando melhorias na saúde do município. Porém, para o prefeito Charlinho a saúde parece não ser prioridade na sua gestão, já que serão gastos R$ 820 mil com cantores que se apresentarão na Expo 2018.

DESCASO NA SAÚDE E EDUCAÇÃO

Os descasos com a saúde e a educação municipal são constantemente cobrados nas sessões da CMI. No último dia 19 de junho, o vereador Genildo Gandra  usou a tribuna da Casa para questionar os gastos com a Expo que deveriam ser revertidos para a saúde. Na ocasião, o parlamentar ressaltou que não é contra ou a favor da Expo, mas que o momento não é propício para a cidade gastar com o evento. “Hoje estamos num município em que a educação e a saúde são precárias. Escolas, creches e postos de saúde estão sendo furtados. Mediante a situação de hoje que vive o município, a festa da Expo não vai agregar valor”, disse.

Uma das preocupações do vereador Genildo foi relacionado na possibilidade de um acidente não previsto dentro da Expo, questionando para aonde as pessoas serão atendidas. “O nosso município não tem condições de atendê-las. Ninguém é contra a Expo. No momento a cidade não tem estruturas. Entre escolher a realização da Expo, sou a favor da reestruturação do Hospital Municipal São Francisco Xavier e a reabertura da UPA”, destacou o vereador.

WELINGTON CAMPOS

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.