Loading...
Jul 23, 2018 Last Updated 1:48 PM, Jul 20, 2018

Proposta sugere retorno de trem para Angra e Mangaratiba

Publicado em Poder
Ler 934 vezes
Avalie este item
(1 Votar)

TURISMO Com o objetivo de fomentar o turismo no Estado, poderá ser criado o Programa de Recuperação da Malha Ferroviária. É o que determina o projeto de lei 1.252/12, que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (21), em segunda discussão.

Por ter sido modificado durante a votação, o texto ainda terá sua redação final votada pela Casa.  A autoria da proposta é dos deputados Enfermeira Rejane (PCdoB), Jânio Mendes (PDT) e mais outros três ex- deputados, dentre eles, a Andreia Busatto. 

 O objetivo é recuperar diversas linhas no Estado pelo seu potencial turístico, revitalizando regiões e atraindo novos investimentos. Poderão ser feitas parcerias público-privadas para a recuperação das linhas. A Secretaria de Estado de Transportes deverá fazer um projeto em que contenha a análise das linhas, o orçamento para as obras e o cronograma para a implantação. Uma das autoras do texto, a deputada Enfermeira Rejane diz que a recuperação levará desenvolvimento para as regiões onde o transporte ferroviário foi um importante meio de locomoção das pessoas. “A revitalização desses ramais trará crescimento econômico para as cidades. Vai fomentar o turismo, o comércio e a produção local, além de gerar empregos e renda. Outros estados já fazem isso e o Rio pode aproveitar essa potencialidade”, afirmou.

LINHAS

Estão incluídas na proposta as seguintes linhas: ramal Santa Cruz – Mangaratiba; ramal Sumidouro; ramal Maricá – Cabo Frio; ramal Macaé – Campos dos Goytacazes; ramal São João da Barra (EF SESC Grussaí); ramal Campista – Campos dos Goytacazes – Miracema; ramal Saracuruna – Cantagalo; ramal Conrado – Miguel Pereira – Paty do Alferes; ramal Serra de Petrópolis (Magé – Guia de Pacopaíba a Piabetá e Magé – Vila Inhomirim a Petrópolis; ramal Trem Mata Atlântica (Angra dos Reis – Lídice – Barra Mansa); ramal da Fazenda Mato Alto (Guaratiba); ramal Paraíba do Sul – Três Rios – Sapucaia; ramal Barrinha (Barra do Piraí – Japeri). Foram incluídos também os ramais Porto de Mauá (Magé) – Fragoso/Vila Inhomirim e o ramal Barra do Piraí (Central – Ipiabas).