Feb 21, 2018 Last Updated 2:08 PM, Feb 21, 2018

Destaques

Mangaratiba intensifica combat…

PREVENÇÃO- A Secretaria Municipal de Saúde de Mangaratiba (SMSM) anunciou ontem ...

Sobe para 33 o número de morto…

CONFIRMADOS- Sobe para 33 o número de mortos pela febre amarela no estado do Rio...

Apresentação dos alunos da ofi…

CULTURA- Os alunos da oficina de verão de teatro de Itaguaí terão que esperar um...

Mais de mil pessoas foram vacinadas contra febre amarela na Alerj

Publicado em Poder
Ler 219 vezes
Avalie este item
(0 votos)

O local foi um dos 800 pontos escolhidos pela Secretaria de Estado de Saúde para funcionar como posto de vacinação no Dia D

CAMPANHA- No último sábado (27), 1,3 mil pessoas foram vacinadas contra a febre amarela no Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O local, no Centro do Rio, foi um dos 800 pontos escolhidos pela Secretaria de Estado de Saúde para funcionar como posto de vacinação no Dia D, campanha que mobilizou todo o estado.

Além de foliões que passavam pela Praça XV, trabalhadores da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), taxistas, motoristas de ônibus, turistas e funcionários da Casa se vacinaram na Alerj. "Ao todo, 13 pessoas da equipe de enfermagem vieram aplicar as doses. As nossas expectativas foram superadas. A população se mostrou preocupada e alerta com os riscos da doença", relatou a diretora de Enfermagem do departamento médico da Assembleia, Aline Alves Maia.

"A Alerj cumpriu o seu papel no dia D da vacinação, oferecendo sua estrutura para moradores e frequentadores do Centro, já que estamos localizados em uma área estratégica, pela proximidade com a Estação das Barcas", afirmou o presidente em exercício da Alerj, deputado André Ceciliano (PT).

O parlamentar ressaltou a dedicação da Secretaria de Estado de Saúde pela dedicação ao combate da doença desde o ano passado."Este é um dia de união de prefeituras, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Alerj, TJ e secretarias do Governo do Estado para mudar o quadro atual e evitar a disseminação da febre amarela. O Rio foi campeão de vacinação em 2017 e é o estado do Sudeste que registrou o menor número de casos até o momento. Com esta grande mobilização de todos os poderes, estamos dando um grande exemplo de cidadania", disse o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Junior.

COMO FOI A CAMPANHA

Na campanha, foram oferecidas vacinas fracionadas para pessoas com idades entre 2 e 59 anos, mulheres amamentando crianças maiores de seis meses e idosos com mais de 60 anos que tivessem sido avaliados por um clínico-geral. A Secretaria de Saúde informou que crianças entre nove meses e dois anos de idade, pessoas com condições clínicas especiais - portadoras de HIV/Aids, ao final do tratamento de quimioterapia, pacientes com doenças hematológicas, gestantes e viajantes que desejarem o certificado internacional puderam tomar a dose integral da vacina.

A fração corresponde a um quinto da dose original e oferece proteção por, pelo menos, oito anos. A Prefeitura do Rio lembrou que ainda não houve casos confirmados de febre amarela na cidade, nem em seres humanos, nem em macacos.