Loading...
Jun 23, 2018 Last Updated 1:47 PM, Jun 21, 2018

Recados ao prefeito Charlinho

Publicado em Poder
Ler 995 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Deputado federal Alexandre Valle faz um pungente apelo para que Charlinho mude de comportamento em relação ao modo de governar Itaguaí

 

REFLEXÃO O deputado federal Alexandre Valle (PR-RJ) usou a rede social Facebook para enviar uma mensagem prefeito de Itaguaí, Carlo Busatto Junior, o Charlinho, de quem cobrou ação, desprendimento, diálogo e mais integração com o Governo Federal para trazer melhorias para a cidade. O ATUAL publica abaixo alguns dos principais trechos do emocionado apelo do deputado ao prefeito:

 

HMSFX

Recebi a triste notícia sobre o Hospital São Francisco Xavier. É muito triste gente ver a situação em que se encontra o hospital. Eu, como deputado da cidade, em um ano coloquei praticamente R$ 8,7 milhões pra saúde de Itaguaí. R$ 2 milhões de emenda parlamentar pra UPA, que está lá e eu não sei em que situação se encontra. R$ 6,7 milhões, que em um ano daria basicamente para sustentar toda a cidade com remédios, com insumos, com medicamentos. É lamentável a situação em que se encontra a saúde da cidade

 

VERBA FEDERAL

Venha a Brasília, venha buscar recursos, faça como os outros prefeitos têm feito, como está fazendo Rogério Lisboa, em Nova Iguaçu; como está fazendo Jorge Miranda, em Mesquita, como está fazendo André Português, em Miguel Pereira; como faz Aarão de Moura Brito Neto, em Mangaratiba. Venha aqui, venha ajudar a sua cidade. Vamos parar com essa história de não querer verba federal.

 

VIATURAS

Hoje protocolei na Prefeitura de Itaguaí um ofício das três ambulâncias e dos dois gabinetes odontológicos que estou destinando para a cidade, porque tem prazo pra poder se cadastrar. Não faça como foi feito com os ônibus. Estou aqui lutando para empenhar esse ano ainda R$ 1,7 milhão pra comprar ônibus escolar porque os nossos estão caindo. O vereador Willian Cesar teve que subir à tribuna pra pedir o cadastramento.

 

EMENDAS

As pessoas não sabem que eu, como parlamentar, ao destinar verba, dependo da prefeitura pra fazer o cadastramento. Eu não consigo mandar direto. Uma pessoa na rua me disse que a minha emenda era de papel, porque ela não vê o recurso. Então quando eu fiz questão de fazer a entrega do cheque de R$ 2 milhões para a UPA foi para que soubessem que era verdadeiro.

 

RECURSOS

A gente vem colocando recurso. Se o senhor, prefeito, não quer o meu recurso, procure outro parlamentar, mas que ajude a cidade. A cidade não pode ficar do jeito que está. Não venho aqui para fazer crítica pessoal à sua pessoa. O povo escolheu o senhor para ser o prefeito da cidade. Vamos trabalhar. A cidade está apagada, suja, não tem um atrativo, na cidade é violência pra tudo que é lado. Não faça isso com a população que o elegeu.

 

VIADUTO

Não adianta eu ficar enviando recursos, e outros parlamentares enviarem recursos, e não usar. Vamos fazer o viaduto da Casa da Moeda, que nós dividimos em três fases. As pessoas não sabem a dificuldade que é aqui pra se arrumar recursos. Eu precisei fazer um remanejamento junto ao Planejamento. No dia 8 de janeiro começa novamente a obra do viaduto da Casa da Moeda. Consegui o recurso para 2018 e não vai parar mais a obra. As alças do Ciep 300 vamos licitar na primeira semana de janeiro.

 

CHAPERÓ

Estamos para colocar no Orçamento da União dinheiro pra fazer o viaduto de Chaperó, porque na gestão anterior a prefeitura estava no Cauc e devolveu R$ 2,5 milhões de emenda parlamentar minha, pra começar a licitação do viaduto do Chaperó. Da mesma forma que eu destinei R$ 3,5 milhões, que foram para o Fundo de Saúde do Estado, pra poder fazer o Sase, porque não pode receber a emenda direta.

 

EXEMPLO

Quero fazer um pedido: que o senhor se dedique à saúde, se dedique à cidade, por que foi para isso que o senhor foi eleito. Deixe as questões políticas para nós resolvermos no campo político. Eu tive o orgulho de ver a emenda que eu coloquei em Mesquita. Fui lá ver o que o prefeito Jorge Miranda está fazendo, um laboratório municipal. Onde gastava R$ 720 mil agora está gastando cerca de R$ 300 mil. Se faz 300 exames por dia, com 90 tipos de exames. Será que a gente não pode ter isso em Itaguaí? Busque as empresas pra fazer parcerias. É isso que a gente espera.

 

TRASFERÊNCIAS

Pode ter certeza de que eu estou aqui pronto para ajudar, o deputado estadual da cidade está pronto para ajudar, os vereadores, tenho certeza de que foram eleitos para ajudar. Agora vamos cuidar da cidade. Eu moro aí, vivo aí, ou estou em Itaguaí ou estou em Brasília. O senhor não sabe, mas toda a semana eu me movimento pra poder transferir pessoas pra arrumar vaga em hospital, a dificuldade que é porque não tem ambulância, porque muitas vezes não se consegue falar com o hospital.

 

CONVERSA FIADA

Eu sabia que muitas coisas que foram propostas e prometidas na campanha não iam acontecer, porque a gente precisa acima de tudo amar o lugar que a gente vive. Fico muito triste porque se eu passar mal aí, eu vou para o São Francisco, se o senhor passar mal aí, o senhor vai para o São Francisco.

 

SERVIDORES

Não faça isso com os funcionários. Quando o senhor não quis assinar o compromisso com o Sepe naquela época eu já sabia que era isso, eu já sabia o que ia acontecer. A cidade não merece passar por isso, a cidade é muito maior do que nós, políticos. A cidade precisa, efetivamente, de alguém que cuide dela, que cuide das pessoas que estão desempregadas. Não tem um evento na cidade. O jovem da cidade continua sem ter o que fazer. Não há um atrativo na cidade. E isso não precisa de dinheiro, precisa de gestão, de compromisso com a cidade.

 

DIÁLOGO

Acima de tudo precisa ter diálogo. Não há diálogo. Precisa chamar as pessoas para sentarem à mesa. O momento do país é difícil. O momento da cidade é difícil, mas com diálogo a gente avança. A sua situação não é diferente da maioria das prefeituras, não, com exceção de Maricá, que está hoje numa situação confortável. Mas há diálogo, há vontade de fazer.

 

ADMINISTRAÇÃO

Eu lembro que eu dizia: como é que vamos começar a prefeitura? Vamos começar reestruturando a máquina pública, enxugando, e não foi isso que foi feito, muito pelo contrário. É triste o que nós estamos assistindo, mas eu não vou parar por aí, vou continuar fazendo, continuar me dedicando. Para o ano que vem já botei mais R$ 4,5 milhões pra saúde da minha cidade. E eu vou continuar colocando.

 

CADÊ O DINHEIRO?

Estou protocolando amanhã, na Procuradoria Geral da República, um ofício pra que a gente possa investigar o que foi feito com esse dinheiro, porque a população diz que eu não cobro, mas eu não consigo ter acesso aonde foi gasto. Eu só tenho a informação que a prefeitura recebeu e a conta em que recebeu. Não sei em que gastou. Por que isso não sou eu que fiscalizo. A Câmara, o Tribunal de Contas e o Ministério Público têm que fiscalizar. Vou protocolar na Tutela Coletiva em Itaguaí e aqui, na Procuradoria Geral do Ministério Público Federal, pra que a gente possa saber o que foi feito com esse dinheiro, porque sem não tem remédio, não tem médico, se o salário está atrasado, o que foi feito?

 

PARCERIAS

Estou aqui para ajudar. Comigo você pode até não querer usar o dinheiro que eu mando, mas procure seus parceiros, procure a quem o senhor pediu. Tem gente que não colocou uma bola aí. Amanhã eu vou novamente ao Ministério da Saúde e vou pedir mais dinheiro. Não vou deixar de pedir, eu vou fazer a minha parte. Eu espero que o senhor faça a sua parte, porque a população está agoniada com isso, a população está sofrendo. E lembre-se que foi o povo que escolheu. O senhor foi eleito pelo povo assim como eu fui eleito pelo povo. Então eu vou fazer o meu papel. Queira verba federal, sim. A grande maioria dos prefeitos está sobrevivendo e vivendo de verba federal.

 

AMBULÂNCIAS

Não tenha medo do Ministério Público Federal. Eu sei porque o senhor não quer usar verba federal, principalmente a das ambulâncias, mas... vamos tocar a cidade. Eu vou continuar botando recursos, eu vou continuar ajudando a cidade em que eu vivo, em que eu moro, em que eu crio meus filhos, em que eu tenho minha família.

 

INSS

 

O povo de Itaguaí não merece passar por isso. Somos uma cidade importante para o estado e para o Brasil. Nós vamos, se Deus quiser, em breve tempo, começar construir corvetas para a Marinha aí em Itaguaí. Nós vamos resolver a questão do Arco Metropolitano. Eu tenho atuado nas questões federais. Hoje mesmo liguei para o presidente do INSS, porque a nossa agência aí não tem condição. Aquele prédio do INSS é alugado. O prédio ao lado do Posto Vanilda é do INSS. Nós não passamos aquilo ainda pra prefeitura porque eu não tenho relação com o prefeito. Eu ajudei Miguel Pereira, ajudei Mangaratiba, mas não consigo em Itaguaí porque eu dependo do prefeito pra fazer isso. Mas já pedi ao presidente que tire da onde está e coloque numa loja, e eu vou viabilizar, se Deus Quiser, no ano que vem os recursos pra gente pode ter naquele estacionamento ali um espaço decente, concentrando todas as atividades do Governo Federal na cidade