Loading...
Apr 26, 2018 Last Updated 2:21 PM, Apr 26, 2018

Prefeitura de Itaguaí faz exoneração em massa na GM, GTO e Vigias

Publicado em Poder
Ler 2042 vezes
Avalie este item
(0 votos)

CORTE - Depois do desligamento no quadro do funcionalismo público em Itaguaí, o prefeito da cidade, Carlo Busatto Junior, o Charlinho, fez um grande corte no quadro operacional da Guarda Municipal (GM), Grupo Tático Operacional (GTO) e vigias das escolas municipais. Ao todo, 250 comissionados foram exonerados. O decreto foi divulgado no Diário Oficial do município nesta quarta-feira (6), porém a data da rescisão, de acordo com o DO consta que, três agentes foram exonerados, um no dia 7 de julho, dois em 13 e os demais no dia 19.

Segundo o secretário municipal de Ordem Pública, Nisan César dos Santos, o desligamento em massa aconteceu devido uma ação judicial de 2014 que motivou uma multa de R$ 100 mil para à prefeitura. “A ação é da época do então prefeito, Luciano Mota. A prefeitura está entrando com um pedido de liminar pedindo ao promotor um prazo de seis meses para a gente reorganizar esta situação.”, revela Nisan.

Apenas nove agentes da GM estão na ativa. Esse é o quantitativo dos efetivos da guarda que tem a responsabilidade de atuar nos cerca de quarenta bairros de Itaguaí e garantir a segurança pública da população composta de 120 mil habitantes.

Os funcionários desligados tinham contratos temporários e, de acordo com o secretário, a medida objetiva contenção de gastos para “sobrevivência à crise financeira que assola o país, e ainda garantir o pagamento em dia dos salários dos servidores efetivos, aposentados, pensionistas e comissionados, e manter cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal”.

Quem andou pelas ruas da cidade, principalmente no Centro onde era comum a presença dos guardas municipais, por exemplo, deu para sentir o clima de tensão pela ausência dos agentes, que amargam no final do ano a realidade da demissão. O mesmo aconteceu nas escolas, na qual os vigias desapareceram, assim como a presença maciça do GTO no calçadão. Os prédios públicos também ficaram sem proteção. Até a sede da prefeitura está sem a presença dos seguranças. A Sectran, por exemplo, fechou as portas por volta das 15h. O pedido para “trancar os prédios” teria vindo do secretário Nisan para manter o selo e segurança dos locais.

 

Pelo telefone, Nisan César garantiu que os 250 exonerados receberão os salários deste mês. “Eles serão os primeiros a receberem o pagamento de dezembro, assim com o décimo terceiro salário”, finalizou.  

 

RENATA PIRES

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mais Poder

Alerj comemora pagamento do décimo terceiro de servidores

VENCIMENTOS A Assembleia Legislativa do... (leia mais)

Comissão de esporte recebe ministro

APRESENTAÇÃO Recentemente empossado, o ministro... (leia mais)

Últimas Notícias