Nov 17, 2017 Last Updated 5:46 PM, Nov 17, 2017

Alerj capacita parlamentares juvenis da Região Metropolitana

A capacitação dos  alunos foi  realizada na Escola do Legislativo do Estado do Rio de Janeiro (Elerj). A capacitação dos alunos foi realizada na Escola do Legislativo do Estado do Rio de Janeiro (Elerj). FOTO DIVULGAÇÃO/ ALERJ
Publicado em Poder
Ler 262 vezes
Avalie este item
(0 votos)

CAPACITAÇÃO A divisão entre os três poderes, o papel do Legislativo e as características de um projeto de lei estiveram entre os temas do última dia de capacitação com os alunos eleitos pelos municípios da Região Metropolitana, da 11ª edição do Parlamento Juvenil (PJ), realizada na quarta-feira (1), na Escola do Legislativo do Estado do Rio de Janeiro (Elerj). Eles estão entre os 97 jovens eleitos para apresentar propostas que podem se tornar projetos de lei na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Os jovens foram escolhidos em votação online por alunos de cerca de 1.200 escolas. Pela primeira vez, todos os 92 municípios do Rio estão representados. O deputado Wanderson Nogueira (PSol), coordenador do Parlamento Juvenil desde 2015, recepcionou os eleitos e destacou a importância do PJ como uma política pública para a juventude. “Você sente que a cada ano eles chegam mais preparados e preocupados. Eu estou muito empolgado com esta rapaziada”, declarou o deputado, pontuando que a animação dos jovens foi característica em todas as capacitações pelo estado.

A CAPACITAÇÃO

O treinamento contou com uma palestra ministrada pelo advogado Hugo Lontra, que explicou que, na parte da tarde, os PJs colocarão em prática o conhecimento adquirido, já discutindo propostas legislativas. “Eu entendi que a origem da verba é muito importante para a aprovação do projeto”, exemplificou o PJ Mateus.

Lontra ainda destacou que estes conhecimentos não serão restritos à atuação parlamentar, podendo ser expandido entre amigos e conhecidos. “Eles se tornam células de formação política em suas regiões. Agora podem explicar o que é um deputado e qual é o papel do Executivo, por exemplo. Eles têm competência total para isso”, disse.

A VOZ DA EXPERIÊNCIA

Nesta edição, 13 parlamentares juvenis foram reeleitos. Um deles é Cláudio Victor Barbosa, de 16 anos, representante de Nova Iguaçu e campeão da 10ª edição do Parlamento Juvenil. Ele é autor do projeto que exige que o engenheiro e o gestor de um contrato público apresentem explicação fundamentada caso o valor da obra sofra um reajuste de, no mínimo, 15%. “Eu acho que é uma experiência muito grande porque o pessoal me tem como exemplo. É um sentimento de muita ansiedade e eu espero ganhar de novo, pois vou concorrer à presidência este ano”, contou.

A BANDEIRA

Em sua 11ª edição, o Parlamento Juvenil ganhará uma bandeira oficial feita pelos próprios alunos. O deputado Wanderson Nogueira (PSol) explicou que há 14 finalistas, que poderão ser votadas no site do PJ a partir da próxima segunda-feira (6). “Todas estão muito bacanas e criativas, exatamente como o espírito de juventude que a gente tanto admira. Entre as três mais votadas, os parlamentares juvenis irão escolher a vencedora”, explicou.

 

O autor da bandeira escolhida irá ganhar um smartphone, um tablet e um notebook. A escola também sairá campeã, ganhando um laboratório multimídia, com 10 computadores, sala de vídeo e quadro digital interativo.