Nov 17, 2017 Last Updated 5:46 PM, Nov 17, 2017

Vereadores protestam contra falta d’água em Mangaratiba

O vereador Helder Rangel disse que vai formar uma comissão para cobrar do Estado melhorias no abastecimento O vereador Helder Rangel disse que vai formar uma comissão para cobrar do Estado melhorias no abastecimento FOTOS MARCELO GODINHO
Publicado em Poder
Ler 880 vezes
Avalie este item
(0 votos)

O descaso da Cedae com a cidade foi debatido na Câmara de Vereadores, que promete cobrar melhorias no abastecimento

 

FALTA D’ÁGUA Com a chegada do verão, a população de Mangaratiba dobra e, com isso, aumenta o consumo de água potável no município que já é motivo de reclamação dos moradores que sofrem há anos com falta do líquido precioso.

Por conta dessas cobranças dos munícipes, a Câmara de Vereadores encaminhou na semana passada um ofício à Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) cobrando a presença de um representante para dar explicações sobre a constante falta d’água na cidade.  Como a empresa não mandou nenhum representante, o assunto foi debatido durante a sessão desta terça-feira (17), por alguns vereadores que consideram a não resposta da empresa um descaso com os munícipes.

Indignado, o vereador Hélder Rangel (PSDB) foi até a tribuna da Casa e questionou a falta de consideração da Cedae com a população de Mangaratiba. O parlamentar não poupou críticas à concessionária e disse que todos os distritos estão sendo prejudicados com o precário fornecimento de água potável. “Quem ganha é quem vende água, pois o carro-pipa está  sendo vendido a R$ 400. Infelizmente, a Cedae não fez nenhuma obra significativa no município. Em Muriqui, a água não chega à parte alta do distrito deixando mais de 10 mil moradores desabastecidos. Sem contar os distritos de Itacuruçá, Conceição de Jacareí, Centro e Praia do Saco que também sofrem do mesmo descaso”, disse o parlamentar.

A indignação do vereador ganhou apoio dos colegas que também se posicionaram contra a falta de informação por parte da Cedae. A vereadora Cecília Cabral (PT) sugeriu medida mais enérgica, afirmando que seria necessária uma manifestação contra a Cedae, no Rio de Janeiro, e que deveria contratar outra empresa para prestar o serviço na cidade.

O vereador Emilson da Farmácia (PMB) manifestou sua preocupação devido à chegada do verão, quando a população do município recebe um grande fluxo de veranistas. Já o vereador Edu Jordão (PRTB) enfatizou que é preciso atuar contra obras irregulares que acentuam a escassez de água quando interferem as nascentes e cursos dos rios.

COBRANÇAS

Ao ATUAL, o vereador Helder Rangel disse que a Cedae não presta um serviço de qualidade ao município e que pretende formar uma comissão com os demais parlamentares para cobrar da empresa uma justificativa. “Vamos até à Cedae para cobrar a melhoria no abastecimento de água no município. Iremos também à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de janeiro (Alerj) para que a Comissão pressione o governo do estado, no que tange a obras de melhorias no fornecimento de água potável para Mangaratiba”, concluiu.

WELINGTON CAMPOS

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.