Dec 17, 2017 Last Updated 2:11 PM, Dec 15, 2017

Destaques

Firjan defende votação da refo…

Federação reunirá os prefeitos fluminenses e parlamentares para alertar sobre o ...

Itaguaí promove campanha de im…

Equipe de imunização de Itaguaí recomenda regularização do cartão de vacina de c...

Prefeitura repara tubulação de…

MELHORIA- Em mais uma mobilização que dá sequência aos esforços da Prefeitura de...

Milhares desfilaram por Seropédica

Milhares desfilaram por Seropédica FOTOS CLEITON BEZERRA
Publicado em Cotidiano
Ler 1122 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Fanfarra Municipal de Seropédica e Banda Halley, de Paciência, na Zona Oeste, encantam o público com suas apresentações

CIVISMO Nem mesmo o sol intenso e o forte calor que marcaram o dia de ontem em Seropédica tiraram o entusiasmo ou venceram a resistência de milhares de estudantes de instituições educacionais da própria cidade, de municípios como Mangaratiba, Nova Iguaçu e Paracambi, e, também, da Zona Oeste do Rio de Janeiro, que durante aproximadamente 3h30 homenagearam a cidade com desfiles pela Rua Rita Batista, no bairro Dom Bosco. As apresentações foram assistidas por um significativo público, que se esforçou para se proteger dos raios solares que insistiam em se fazer presentes.

No palanque estavam autoridades como o prefeito Anabal Barbosa de Souza; o vice-prefeito Amaurildo Soares; os secretários municipais de Educação, Sônia Oliveira de Souza; de Governo, João José; e de Assistência Social e Direitos Humanos, Fernanda Raquel dos Santos Monteiro Moffati; o tenente Gabriel Ferreira, do Depósito Central de Munição do Exército; e o comandante da 4ª Cia/PM, capitão Bruno de Andrade; entre outras.

A solenidade começou com a apresentação da Orquestra Popular de Seropédica (OPS), criada a partir de projeto desenvolvido na Escola Municipal Promotor de Justiça Dr. André Luiz Mattos de Magalhães. Regida pelo maestro Tiago Pereira, a OPS deu um tom festivo ao evento, apresentando as canções Mulher Rendeira, Jesus Alegria dos Homens e Cantaloupe Island. Em seguida houve o hasteamentos das bandeiras com execução do Hino Nacional e a apresentação do Hino de Seropédica. A primeira entidade a desfilar foi a Corporação Musical Valtair Gabi. Cerca de 3h depois tomaram conta da pista de desfile a Banda Halley, de Paciência, na Zona Oeste do Rio; e Fanfarra Municipal de Seropédica, que com a contribuição dos instrumentos de sopro, deram novo ânimo ao público, àquela altura um tanto castigado pela inclemência da intensidade dos raios solares.

No final do desfile, o prefeito Anabal Barbosa de Souza classificou as apresentações como excelentes, apesar do calor. “É uma alegria muito grande poder assistir ao talento dessas crianças e jovens, que dessa forma prestam suas homenagens à cidade”, disse ele ao ATUAL. Indagado pela reportagem sobre a emoção de assistir à Fanfarra Municipal de Seropédica, uma criação de seu governo, o prefeito demonstrou que continua firme no apoio ao grupo musical. “Enquanto eu estiver aqui os integrantes da Famuse terão todo o meu apoio”, concluiu.

Escolas divulgam mensagens por um mundo melhor

O caráter cívico do desfile alusivo ao aniversário de Seropédica ganhou os reforços das diversas campanhas às quais professores e alunos se incorporaram como tema para levar às suas apresentações. Por mais variados que fossem, todos pregavam a conscientização sobre a necessidade de o homem rever seu comportamento diante do outro e, também  do planeta, de maneira que haja uma permanente requalificação do ser humano por meio da educação, da cultura, da arte, do esporte e, sobretudo, do respeito mútuo.

Da homenagem à professora Heley de Abreu Silva Batista, que morreu tentando salvar crianças de um incêndio ocorrido numa creche da cidade de Janaúba, em Minas Gerais, às felicitações à cidade pela passagem de mais um aniversário, houve um amplo leque de temas, mostrando que, mais do que nunca, a escola precisa estar integrada à comunidade e às famílias dos alunos, de forma a garantir mais eficácia na tarefa de educar crianças e jovens para um futuro hoje visto como nebuloso diante de tantas tragédias rotineiras mundo afora. 

A RUA Rita Batista foi tomada por um público atento aos desfiles

GRUPOS DA terceira idade fizeram bonito se apresentando para as autoridades

MENSAGENS CONTRA práticas condenáveis, como o bullying, tiveram destaque

 

RENATO REIS

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Última modificação em Quinta, 12 Outubro 2017 12:08