Loading...
Jul 18, 2018 Last Updated 12:59 PM, Jul 18, 2018

Muitas discussões na Câmara de Itaguaí, mas a culpa é do Regimento Interno

Publicado em Poder
Ler 1907 vezes
Avalie este item
(0 votos)

TUDO AZUL A estrela da sessão da Câmara Municipal de Itaguaí mais uma vez foi o Regimento Interno (RI) da Casa. Como já observado em todas as sessões, as interpretações dadas a ele tem gerado muitas discussões. Na noite desta terça-feira (3), como tem se repetido, o pedido de urgência e dispensa de interstício para matérias oriundas do Poder Executivo causou um debate com um tom bastante elevado. Algumas vezes com o nível despencando.

Por divergências na interpretação do RI – algo que deveria ser seguido e não interpretado - os parlamentares chegaram a questionar a competência e postura um dos outros. Uma lei com conteúdo tributário foi avaliada pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). Como a comissão fez um requerimento de informação, de acordo com o RI, o prazo para emissão do parecer teria sido interrompido e não suspenso. Foi aí que a questão se transformou num imenso bate boca. Começaram a definir o significado de ‘interromper’ e ‘suspender’.

Para André Amorim (PR), a procuradoria da Casa estava equivocada. “Eu tenho alguns questionamentos para fazer sobre isso. Primeiro quero dizer que a procuradoria da Casa está errada, porque interrupção de prazo devolve todo o prazo. Suspensão fica suspenso e isso é doutrina jurídica. Então a procuradoria está errada”, disse Amorim, que pediu que o presidente tomasse alguma decisão por conta do erro da procuradoria. O parlamentar ainda perguntou se Sandro da Hermínio era advogado quando este tentou interpelá-lo enquanto estava ainda na tribuna.

O nível ficou mais baixinho. Sandro disse que era vereador e muito bem votado, mais votado do que o vereador André. Com isso, André Amorim ameaçou judicializar a questão.

Outro que levantou o equívoco da procuradoria, feita por Ademilson Costa, foi Waldemar Ávila (PHS). Ele chamou o governo Charlinho de incompetente, por estar enviando uma matéria tão importante, que tem prazo de 90 dias para ser aprovada, somente neste momento. Neste hora, o procurador se levantou para responder ao vereador, mas foi contido por Gil Torres (PTN) e Vinicius Alves (PRB), que com voz chorosa defendeu Ademilson Costa.

Para Genildo Gandra (PDT) a discussão do RI não deveria estar acontecendo. “Nesse caso não tem nem que ter interpretação. O artigo é claro e o vereador tem o direito de pedir as informações necessárias para oferecer o parecer. Eu não estou conseguindo entender a interpretação que vossa excelência está dando ao RI. Daqui a pouco, nós não vamos precisar de regimento interno e nem de plenário. O prefeito vai mandar as matérias e ordenar o que ele quer que seja feito”, disse o pedetista.

Desta vez, deixando escapar a ira no tom de voz, o presidente da Casa, Dr. Rubem Ribeiro (PTN), respondeu aos questionamentos sobre sua interpretação do RI e ao acatamento da interpretação da procuradoria. “Esse regimento, infelizmente, é muito mal feito. Por várias sessões já discutimos sobre ele e sempre se fala em fazer melhoras nele. Mas até hoje, nenhum vereador entrou com alguma emenda tentando melhorar. Só se fala para ganhar plateia e o público de casa. Só se lê os artigos que interessam, da mesma forma que a interpretação nesta Casa é do presidente e até então eu fui eleito presidente e quem determina sou eu. A minha interpretação é clara. Vou ler a minha interpretação e cada um tenha a sua”, determinou o presidente em parte do seu, relativamente, longo discurso em que leu alguns artigos do RI, que embasavam sua interpretação.

Sob o olhar do procurador, presidente diz que RI é mal feito

Só não da para compreender muito bem o porquê de o presidente, que considera o RI mal feito, não encabeçar, ele mesmo, emendas que aprimorem o livrinho azul. Depois de todo o debate, todos os pedidos de dispensa de interstício foram aprovados. Mas a culpa é do Regimento Interno.

Dilceia Norberto

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mais Poder

Justiça determina prisão preventiva de Luciano Mota

 Ex-diretor de Informática também tem... (leia mais)

Vereador relata mais um descaso na saúde de Itaguaí

Willian Cezar oficializou denúncia crime... (leia mais)

Congresso aprova diretrizes orçamentárias para 2019

Dispositivo que proibia reajuste salarial... (leia mais)

Últimas Notícias

Mangaratiba vai ganhar unidade do Sine-RJ

 Prefeitura e Estado selam acordo... (leia mais)

Alunos do EJA participam de formatura em Seropédica

SOLENIDADE A Escola Municipal Ronald... (leia mais)

Seropédica promove arraiá para idosos

EVENTO As festividades juninas ainda... (leia mais)

Sinal de TV digital mais próximo de Mangaratiba

Beneficiários de programas sociais já... (leia mais)

Vagas para pessoas com deficiência em Mangaratiba

OPORTUNIDADE O Balcão de Empregos... (leia mais)