Dec 17, 2017 Last Updated 2:11 PM, Dec 15, 2017

Destaques

Firjan defende votação da refo…

Federação reunirá os prefeitos fluminenses e parlamentares para alertar sobre o ...

Itaguaí promove campanha de im…

Equipe de imunização de Itaguaí recomenda regularização do cartão de vacina de c...

Prefeitura repara tubulação de…

MELHORIA- Em mais uma mobilização que dá sequência aos esforços da Prefeitura de...

Desempregados buscam apoio para aplicação da lei dos 70%

Publicado em Poder
Ler 1056 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Trabalhadores querem que o poder público de Itaguaí pressione as empresas para aplicação da lei 3.510, que garante vagas a munícipes

SOMANDO FORÇAS Na busca por uma vaga de trabalho, desempregados de Itaguaí se reuniram com vereadores e secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável do município, na tarde de quinta-feira (28) na Câmara Municipal da cidade, para traçar estratégias e buscar soluções. A mobilização se baseia na recente lei 3.510, aprovada em junho deste ano, que determina que as empresas instaladas na cidade contratem um percentual de 70% de munícipes.

Os vereadores André Amorim (PR), Willian Cezar (PSB), Ivanzinho (PSB), Genildo Gandra (PDT), Gil Torres (PTN), Haroldo de Jesus (PSDB), Zezé (PRTB) e Dr. Rubem Ribeiro (PTN) estiveram presentes na reunião, além do secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luís Roberto Jesus, vulgo Beto da Reta.

ENCAMINHAMENTOS

Dentre os pontos definidos na reunião estava a criação de uma audiência pública, com participação de representantes das principais empresas instaladas no município. O encontro foi marcado para o dia 24 de outubro às 9hs, na Câmara Municipal de Itaguaí.

O vereador Ivanzinho, um dos presentes à reunião, afirmou que o intuito inicial da audiência pública é fazer as empresas conhecerem a lei e levantar informações sobre os quadros de oportunidades em cada uma delas. “O secretário de desenvolvimento econômico vai convocar as principais empresas, ou seja, as que mais geram emprego na cidade: ICN, Odebrecht, CSN, Vale, MRS. Enfim, elas serão convocadas para que seus representantes tragam um detalhamento sobre números de vagas, oportunidades”, frisou o vereador.

Os ofícios convocando as empresas ainda serão encaminhados, mas antes, ficou definido que a lei passará por um “aprimoramento”.

Para o diretor do sindicato dos trabalhadores na construção civil e montagem em Itaguaí, Tiago Cunha, os desempregados viram com bons olhos o início dessa movimentação por garantia de emprego para os moradores de Itaguaí, mesmo achando “raro” o interesse de tantos vereadores na questão. “A Câmara dos Vereadores está fechada com os trabalhadores, uma coisa inédita. As empresas vêm de fora e já trazem soldador, pedreiro. Aqui um encarregado de uma obra traz do Maranhão, traz da Bahia, traz toda a equipe que ele quer de profissionais e o povo da cidade fica só olhando”, finalizou o diretor do sindicato.

Em frente a Câmara Municipal de Itaguaí, desempregados se mobilizaram e trocaram informações

CLEITON BEZERRA

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.