Oct 21, 2017 Last Updated 3:21 PM, Oct 20, 2017

Desempregados buscam apoio para aplicação da lei dos 70%

Desempregados durante reunião que visou buscar apoio de representantes do poder público de Itaguaí Desempregados durante reunião que visou buscar apoio de representantes do poder público de Itaguaí FOTOS CLEITON BEZERRA
Publicado em Poder
Ler 583 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Trabalhadores querem que o poder público de Itaguaí pressione as empresas para aplicação da lei 3.510, que garante vagas a munícipes

SOMANDO FORÇAS Na busca por uma vaga de trabalho, desempregados de Itaguaí se reuniram com vereadores e secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável do município, na tarde de quinta-feira (28) na Câmara Municipal da cidade, para traçar estratégias e buscar soluções. A mobilização se baseia na recente lei 3.510, aprovada em junho deste ano, que determina que as empresas instaladas na cidade contratem um percentual de 70% de munícipes.

Os vereadores André Amorim (PR), Willian Cezar (PSB), Ivanzinho (PSB), Genildo Gandra (PDT), Gil Torres (PTN), Haroldo de Jesus (PSDB), Zezé (PRTB) e Dr. Rubem Ribeiro (PTN) estiveram presentes na reunião, além do secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luís Roberto Jesus, vulgo Beto da Reta.

ENCAMINHAMENTOS

Dentre os pontos definidos na reunião estava a criação de uma audiência pública, com participação de representantes das principais empresas instaladas no município. O encontro foi marcado para o dia 24 de outubro às 9hs, na Câmara Municipal de Itaguaí.

O vereador Ivanzinho, um dos presentes à reunião, afirmou que o intuito inicial da audiência pública é fazer as empresas conhecerem a lei e levantar informações sobre os quadros de oportunidades em cada uma delas. “O secretário de desenvolvimento econômico vai convocar as principais empresas, ou seja, as que mais geram emprego na cidade: ICN, Odebrecht, CSN, Vale, MRS. Enfim, elas serão convocadas para que seus representantes tragam um detalhamento sobre números de vagas, oportunidades”, frisou o vereador.

Os ofícios convocando as empresas ainda serão encaminhados, mas antes, ficou definido que a lei passará por um “aprimoramento”.

Para o diretor do sindicato dos trabalhadores na construção civil e montagem em Itaguaí, Tiago Cunha, os desempregados viram com bons olhos o início dessa movimentação por garantia de emprego para os moradores de Itaguaí, mesmo achando “raro” o interesse de tantos vereadores na questão. “A Câmara dos Vereadores está fechada com os trabalhadores, uma coisa inédita. As empresas vêm de fora e já trazem soldador, pedreiro. Aqui um encarregado de uma obra traz do Maranhão, traz da Bahia, traz toda a equipe que ele quer de profissionais e o povo da cidade fica só olhando”, finalizou o diretor do sindicato.

Em frente a Câmara Municipal de Itaguaí, desempregados se mobilizaram e trocaram informações

CLEITON BEZERRA

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.