Dec 17, 2017 Last Updated 2:11 PM, Dec 15, 2017

Destaques

Firjan defende votação da refo…

Federação reunirá os prefeitos fluminenses e parlamentares para alertar sobre o ...

Itaguaí promove campanha de im…

Equipe de imunização de Itaguaí recomenda regularização do cartão de vacina de c...

Prefeitura repara tubulação de…

MELHORIA- Em mais uma mobilização que dá sequência aos esforços da Prefeitura de...

Contradição marca sessão ordinária em Itaguaí

Publicado em Poder
Ler 737 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Após reprovar requerimento de informação de Waldemar Ávila, Noel da SOS pede requerimento de informação

 

QUEM QUER SABER? A sessão ordinária de terça-feira (12) foi extensa, principalmente devido às longas exposições dos edis. Mas também foi marcada por uma notável contradição em relação ao cumprimento de suas vereanças entre os vereadores, cuja maioria optou por apoiar o governo do prefeito Charlinho. É sabido que desde o início dessa legislatura, alguns requerimentos foram enviados ao Poder Executivo e as respostas pouco ou nunca chegaram, mesmo algumas tendo sido reiteradas pela presidência da Casa. Na última sessão, mais um pedido de informação entrou em votação. No entanto, aqueles que têm por obrigação fiscalizar a partir de informações, rejeitaram-no.

O autor da solicitação, vereador Waldemar Ávila (PHS), queria informações sobre as contratações em secretarias como a de Esportes. “A não informação significa que o vereador está sendo impedido pela própria Câmara Municipal de exercer sua função básica, que é fiscalizar o Executivo. Essa é uma das funções principais dos vereadores. Nesse sentido, faço algumas perguntas e gostaria de ter respostas. A população também gostaria de saber”, disse.

COMO ASSIM?

Entre os questionamentos feitos no requerimento estavam, além de perguntas referentes à folha de pagamento, questões ideológicas. “o vereador fica impedido de fiscalizar o Executivo se for da oposição? Só quem é da situação tem informações? Creio que não, mas como fazer para fiscalizar se o Executivo não presta as informações solicitadas? Será que o governo está escondendo alguma coisa? O que será?”, interrogou o parlamentar.

Como resposta, obteve a rejeição para que suas indagações chegassem ao Poder Executivo. A reprovação, visto como tem se comportado o corpo de edis da Câmara Municipal de Itaguaí, não foi surpresa, como a rejeição da solicitação do líder do governo, Sandro da Hermínio (PT do B) para dispensa de interstício de todas as matérias. Mas o pedido do vice-líder de governo, Noel Pedrosa (PT do B), causou estranheza tamanha contradição.

VOLTA AO PASSADO

Após, junto com os colegas da base, votar contra o requerimento de informação, Noel não justificou seu voto contrário, mas usou a tribuna para fazer: um requerimento de informação. “Quero solicitar que seja informado a essa Casa todas as nomeações, tramitações feitas na Secretaria de Assistência no período compreendido entre janeiro de 2016 a agosto de 2017. Todas as nomeações, exonerações do gabinete da secretaria”, pediu o vice-líder.

Não se sabe exatamente o motivo da contradição tão gritante em plenário. Entretanto, há rumores de que a solicitação de Noel Pedrosa tenha a ver com o fato de, no período citado por ele para o requerimento de informação, a mulher do vereador Waldemar Ávila, Kelaine Nunes Alvarenga de Souza de Ávila, era chefe de gabinete do então secretário de Assistência Social, Aramis Brito, tendo o substituído e passado a ser titular da pasta no ano de 2016.

O Vereador Waldemar disse que se de fato Noel fizesse o requerimento, já que o Regimento Interno não permite que um requerimento desse tipo seja feito verbalmente, ele votaria favoravelmente.

É desconhecido, pelo menos daqueles não envolvidos no intrincado jogo político da cidade, o que o vereador Noel quer que se desvele com as informações da gestão anterior. Mas se há algo que o parlamento itaguaiense deixou passar, ao não fiscalizar o Executivo, seja no governo anterior, seja neste, a população quer e merece saber.

Dilceia Norberto

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.