Dec 17, 2017 Last Updated 2:11 PM, Dec 15, 2017

Destaques

Firjan defende votação da refo…

Federação reunirá os prefeitos fluminenses e parlamentares para alertar sobre o ...

Itaguaí promove campanha de im…

Equipe de imunização de Itaguaí recomenda regularização do cartão de vacina de c...

Prefeitura repara tubulação de…

MELHORIA- Em mais uma mobilização que dá sequência aos esforços da Prefeitura de...

Vereadores de Itaguaí de volta às sessões

Publicado em Poder
Ler 1114 vezes
Avalie este item
(0 votos)

O segundo período do legislativo municipal promete maior pressão do funcionalismo

Dilceia Norberto

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O RETORNO Eles estão de volta. Hoje os vereadores da Câmara Municipal de Itaguaí retomam os trabalhos. A sessão ordinária desta terça-feira (1) terá início às 18h e a expectativa é de que todos os edis estejam presentes. Mas o quem promete marcar presença são os servidores públicos. O objetivo é pressionar o Poder Legislativo a apoiar as causas do funcionalismo. Pois os trabalhadores acreditam que tal apoio esteja sendo dado apenas ao prefeito Charlinho (PMDB).

As principais categorias que prometem ocupar a plateia do salão nobre durante a assembleia são Educação, Saúde e Assistência Social. Estas duas últimas estão em greve desde 16 de janeiro e teve um último embate com o governo em uma audiência de conciliação com o prefeito no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A audiência acabou sem qualquer acordo entre os trabalhadores e o governo. Além disso, a categoria prometeu continuar a greve e a luta para que tenham seus vencimentos atrasados pagos.

A educação também decidiu, na última assembleia, acompanhar os trabalhos na Casa Parlamentar. “Temos que estar aqui. Estamos sendo massacrados pela base de apoio do governo na Câmara. É preciso que esses vereadores saibam que nós estamos de olho neles e que eles respeitem os nossos direitos”, disse uma servidora durante assembleia do Sepe do dia 19 de julho, na Câmara, em que uma das principais deliberações definidas foi a realização de atos na Casa, toda vez que a pauta contiver assuntos ligados à Educação ou direitos dos servidores.

Outro grupo que promete ocupar as sessões são servidores que foram exonerados e ainda hoje, não tiveram os seus vencimentos pagos pela Prefeitura de Itaguaí. Neste grupo está uma gama de categorias como agentes de trânsito, pessoal da limpeza, entre outros.

 

Todos esses grupos possuem visão diferente do presidente da Casa, Dr. Rubem Bibeiro (PTN), que em entrevista ao ATUAL no dia 5 de julho, considerou o primeiro período de 2017 bastante produtivo e positivo. “Apesar de todas as dificuldades, graças a Deus as coisas andaram. A gente tem 11 vereadores na Casa em primeiro mandato. Estão aprendendo a ser vereadores ainda. Estão aprendendo a ser vereadores. A Mesa Diretora toda é de primeiro mandato. Então, a gente demorou um pouco a aprender[...]. Mas os vereadores estão trabalhando”, disse o presidente. Grande parte dos servidores discorda e pede mais. A conferir.