Jan 21, 2018 Last Updated 5:06 PM, Jan 19, 2018

Destaques

Light está com vagas para elet…

OPORTUNIDADE- A Light divulgou na quinta-feira (18), por meio das redes sociais...

Postos de vacinação contra a f…

FEBRE AMARELA – Aumentou o número de postos de vacinação de Seropédica que estar...

Protesto pela vacina da febre …

Moradores do bairro Vista Alegre fecharam rua da UBS pedindo vacina. A dose é of...

Jovens encabeçam caminhada pela liberdade religiosa em Campo Grande

Ao fim da caminhada acontecerão apresentações culturais em frente à Igreja do Desterro, em Campo Grande Ao fim da caminhada acontecerão apresentações culturais em frente à Igreja do Desterro, em Campo Grande FOTO REPRODUÇÃO
Publicado em Cotidiano
Ler 899 vezes
Avalie este item
(1 Votar)

O intuito do evento é dar um exemplo de que é possível reunir diversas religiões e existir a convivência harmônica aliada ao respeito na ZO

EXEMPLO Um grupo de jovens da Zona Oeste do Rio, chamado “Coletivo Tudonumacoisasó”, realizará, com o apoio de diversas organizações e comunidades religiosas, a 1ª Caminhada pela Liberdade Religiosa da Zona Oeste do Rio de Janeiro. O evento acontecerá durante o sábado (9), a partir das 9h, e percorrerá a Rua Amaral Costa, em Campo Grande.

O trajeto da caminhada iniciará na Praça Francisco Barbosa e terminará com apresentações culturais na frente da Igreja do Desterro, no centro do bairro. O objetivo dos organizadores é dar um exemplo de que é possível caminharmos juntos, com tolerância e, principalmente, respeito a aqueles que creem e aos que não creem.

Um dos membros, do coletivo que está puxando a organização do evento, é o jovem William Siri. Ele falou um pouco sobre a caminhada. “Caminharemos juntos contra tudo aquilo que nos separa. Será um dia de todos os santos, dia de toda crença e de toda fé, dia de darmos as mãos como irmãos e irmãs que somos”, destacou o membro do coletivo.

SURGIMENTO DA IDEIA

A ideia da realização da caminhada surgiu durante uma roda de debates, que aconteceu em setembro na Praça Rosária Trotta, em Campo Grande. Neste evento, cujo nome foi “A Zona Oeste Quer Saber: Tolerância Religiosa – O mundo é plural”, estiveram presentes um representantes de quatro religiões.

O representante dos evangélicos, dos católicos, das religiões de matriz africana e da religião judaica, falaram sobre os recentes casos de intolerância religiosa no Estado do Rio, que à época começaram a surgir na mídia. Entre os casos de intolerância registrado dois foram veiculados aqui no ATUAL: um espaço de Umbanda em Itaguaí; e outro em um espaço de Candomblé em Seropédica.

CLEITON BEZERRA

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Última modificação em Segunda, 11 Dezembro 2017 00:50