Jan 18, 2018 Last Updated 1:35 PM, Jan 18, 2018

Destaques

Nova lei prevê benefícios para…

Os contribuintes poderão aderir ao Programa de Regularização Rural até dia 28 de...

Seropédica qualifica servidore…

Curso foca em planejamento ambiental participativo, na importância da fiscalizaç...

Boato: Cadastramento biométric…

A procura pela biometria aumentou 50% em relação ao mesmo período do ano passado...

As primeiras 24 horas de Éverton Ribeiro rubro-negro

Meia foi anunciado, saudado e apresentado à sua nova casa na terça-feira (6), na Gávea Meia foi anunciado, saudado e apresentado à sua nova casa na terça-feira (6), na Gávea FOTO GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO
Publicado em Esporte
Ler 942 vezes
Avalie este item
(0 votos)

REFORÇO Foram meses de ansiedade e rumores. As sondagens do início do ano repercutiam nas cabeças da Maior Torcida do Mundo como o sonho de mais um grande nome em um elenco já extremamente qualificado. As memórias falavam por si: um jogador bicampeão brasileiro, eleito craque do campeonato nas duas vezes e com um lance histórico contra o Mais Querido.

Nem o atraso de quase uma hora no vôo que o trazia de São Paulo foi suficiente para acalmar os ânimos dos torcedores. Aglomerados no salão de desembarque do Aeroporto Santos Dumont, cantaram e acolheram o meia assim que ele passou pelas portas do saguão.

Da chegada... direto para a Gávea. Na casa rubro-negra, teve contato com a história do clube e se impressionou. Na exposição interativa Fla-Memória, se juntou a sua família e conheceu momentos de várias modalidades, assim como taças e ídolos do Mais Querido. Atento a tudo, absorveu a mística rubro-negra com entusiasmo.

Uma breve reunião com seus familiares, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello; e o diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano; precedeu a entrevista coletiva oficial de apresentação. Lá, atendeu a jornalistas e sócios-torcedores e apresentou o número que vestirá em seus anos pelo Flamengo: a camisa sete.

Com tudo resolvido na sede social, o rubro-negro foi conhecer sua nova rotina. No CT George Helal, teve contato com seus novos companheiros de trabalho. Foi bem recebido por atletas e comissão técnica e apresentado à estrutura física do local.

Já no fim da tarde, foi liberado para voltar à casa. Ribeiro começa nesta sexta-feira (9) a treinar e, pela burocracia, fica livre par estrear a partir do dia 20 de junho.

 

Foram 24 horas cansativas, mas de muitas emoções. Um primeiro passo marcante para uma trajetória que tem tudo para ser, também, marcante.